Ex-BBB Marcos Harter perde processo de R$750 mil contra a TV Globo

O médico movia uma ação contra a emissora por danos morais e materiais

0

Ex-BBB Marcos Harter perdeu, em segunda instância, um processo de R$750 mil contra a TV Globo por danos morais e materiais. De acordo com a exclusiva do site Notícias da TV, nesta sexta-feira (27), a 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu à favor da emissora.

Cineasta José Padilha lamenta ter apoiado Sérgio Moro: “Fui um idiota”

Na ação, o médico buscava R$375 mil de indenização moral e a mesma quantia em danos materiais. O participante do BBB 17 alega que era um dos favoritos para ganhar o reality e que perdeu tudo após ser acusado de ser abusivo com Emilly Araújo – que foi quem ganhou a atração.

Na primeira instância, o Tribunal já havia dito que os argumentos de Harter não procediam. O caso foi levado para o plenário da 2ª Câmara do Direito Privado, que manteve a decisão inicial por unanimidade de votos. Isso porque, no contrato, a TV Globo deixa claro que pode expulsar qualquer participante do BBB em caso de agressão, leve ou não.

Marcos Harter não se pronunciou sobre a derrota na Justiça.

Marcos também processa Luana Piovani

O ex-BBB Marcos Harter entrou com um processo, em abril deste ano, contra Luana Piovani após ser taxado de abusivo pela atriz. De acordo com a exclusiva do site Em Off, o médico pede R$50 mil em danos morais e uma retratação pública.

A ação foi ajuizada no Tribunal de Justiça de São Paulo e, de acordo com o jornal O Globo, Luana tem até 15 dias úteis para a atriz apresentar sua contestação. Caso a resposta não seja enviada, “implicará revelia e presunção de veracidade da matéria fática apresentada na petição inicial”, dita o documento.

Por fim, Harter ainda pediu que Luana se abstenha de “divulgar novas ofensas e informações falsas e depreciativas”, com juros e correção monetária. Após o ocorrido, nas redes sociais, o ex-BBB ainda rebateu as afirmações de Piovani, relembrando que ela traiu Dado Dolabella: “Rodrigo Santoro não era abusivo, então Luana teve que mostrar o seu caráter”.

Em seguida, ele postou uma foto do banner que recebeu como ‘Cidadão Mato-Grossense’ e escreveu: “Respeita a minha história”.

 

Veja também: Cineasta José Padilha lamenta ter apoiado Sérgio Moro: “Fui um idiota”

 

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.