Estados Unidos voltam oficialmente para o Acordo de Paris

Biden já anunciou que voltaria para o Acordo há algumas semanas. Seja como for, o retorno oficial só aconteceu nesta sexta (19)

0

Os Estados Unidos estão oficialmente de volta ao Acordo de Paris. O Presidente Joe Biden fez o anúncio do retorno no dia em que assumiu o comando do país. Seja como for, essa volta só se concretizou oficialmente nesta sexta-feira (19).

De acordo com as informações oficiais, o Acordo de Paris tem a função de estabelecer metas climáticas para todos os países. Lá em 2015, cerca de 200 países decidiram assinar o documento, entre eles os Estados Unidos de Barack Obama.

De lá para cá, o país de Donald Trump foi o único país a decidir sair do acordo. Segundo Donald Trump, esse seria um acordo muito ruim para o país. Ele argumentava que o país iria sair mais pobre e que apenas iria gastar muito com tudo.

Na época, Trump propôs a criação de um novo acordo climático internacional. Mas o fato é que ninguém deu muita bola para esse pedido. A ausência do país mais industrializado no mundo no Acordo acabou sendo muito negativa para os objetivos do grupo.

Mas Joe Biden já fez os EUA voltarem para o bloco assim que assumiu o poder ainda no último dia 20 de janeiro. Essa, aliás, era uma promessa de campanha do democrata. Agora, os Estados Unidos se voltam para a meta de zerar as emissões de carbono até o ano de 2050.

Acordo de Paris

Quando participava da campanha para as eleições presidenciais de 2018, Jair Bolsonaro prometeu seguir Trump. Ele também prometeu tirar o Brasil do acordo climático de Paris. Mas depois que chegou ao poder, ele mudou de ideia.

É que o Governo brasileiro acabou recebendo muita pressão de todos os lados. Assim, Bolsonaro decidiu seguir dentro do bloco em questão. Bolsonaro, aliás, ainda não comentou a decisão dos Estados Unidos de voltarem para o bloco de Paris.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.