Especialistas se dividem sobre continuidade do Auxílio Emergencial

Alguns economistas afirmam que auxílio emergencial é insustentável. Outros afirmam que o Governo não pode se dar ao luxo de acabar com ele

3

O Auxílio Emergencial vai continuar em 2021? Talvez nem o Governo Federal saiba essa resposta ainda. Enquanto a gente tenta adivinhar o futuro, economistas se dividem sobre o impacto que uma possível prorrogação do Auxílio pode causar nas contas públicas.

Dois desses economistas se reuniram em um debate online da Folha de São Paulo nesta quinta-feira (26). De um lado estava a professora de Economia da Universidade de São Paulo (USP), Laura Carvalho. Já do outro estava o pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Samuel Pessôa.

Os dois, aliás, trouxeram visões diferentes sobre a continuidade do benefício. Eles inclusive acabaram opinando sobre uma questão em que não são especialistas: a segunda onda da Covid-19. É que essa questão define o futuro do Auxílio no Brasil.

Para Laura Carvalho, a pandemia vai continuar. Ela se baseou nos mais recentes números que mostram esse aumento. Dessa forma, ela argumenta que o Governo não pode retirar esse Auxílio. Isso porque, ainda na visão dela, isso acabaria provocando mais pobreza na sociedade.

Já Samuel afirma que a pandemia não vai continuar. Ele disse, aliás, que ainda não dá para chamar a situação atual de segunda onda. Dessa forma, o pesquisador argumenta que o Auxílio precisa acabar para equilibrar as contas públicas.

O Auxílio Emergencial vai seguir?

“É difícil imaginar uma retomada rápida em um contexto de retirada de um estímulo fiscal que foi tão substantivo e certamente atenuou a crise”, afirmou Laura Carvalho ao defender a continuidade do Auxílio no debate da Folha de São Paulo.

“As condições para ela voltar dependem mais de a gente conseguir reconstruir um Orçamento que caiba no bolso do Estado brasileiro do que a gente renovar um auxílio que é insustentável do ponto de vista fiscal”, disse o pesquisador no mesmo debate.

E você? De qual lado está?

Leia Também:

3 Comentários
  1. Celso De Santis Diz

    O auxílio tem que continuar…

  2. Mônica Pires Fidalgo Diz

    Tem que continuar sim o Auxilio Emergencial porque são treze milhões de brasileiros desempregados e do jeito que está o País tudo flexibilizado tem milhares de pessoas nas ruas não usando máscaras e fazendo muitas aglomerações na minha rua aos domingos tem um clube o Melo Tênis Clube que vem milhares de pessoas ao baile fazendo muitas aglomerações e todos sem máscaras é um berçário.para a covid 19.Então essa é a nossa realidade infelizmente tem que continuar porque se não chegou a segunda onda ela esta prestes a chegar a qualquer momento.

  3. Luciney Diz

    Foram arrecadados milhões de impostos. Eu trabalho por conta própria, minhas vendas caíram, estou com anemia e contraída covid-19, sou uma sobrevivente no meio dos que estão lutando para viver em meio a uma crise financeira e em meio a uma grave pandemia. É lamentável como alguns políticos não se coloquem no lugar dos menos favorecidos. 😭😢😟😷

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.