Eri Johnson e Alinne Prado não se dão bem no ‘Bom Dia Você’; RedeTV! nega

Os apresentadores do 'Bom Dia Você' não teriam uma boa amizade dentro e fora das telas

0

Eri Johnson e Alinne Prado, apresentadores do ‘Bom Dia Você’, da RedeTV!, estariam vivendo uma verdadeira tensão nos bastidores do programa. De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do Splash Uol, nesta última sexta-feira (1), a amizade entre os dois durou por pouco tempo.

Astrid Fontenelle pede desculpas após erro com Marisa Monte no ‘Saia Justa’

No ar eles até fingem naturalidade, mas fontes próximas garantem que Eri e Alinne nem se falam mais. A desavença é clara: Alinne se prepara para as pautas da atração, estuda e lê sobre o assunto, enquanto o ator tenta ser o comentarista engraçado, sem nem saber do que está falando.

Recentemente, Eri Johnson teria interrompido uma pauta no ar, simplesmente por não gostar do assunto. Ademais, mandou que tirassem uma matéria, agindo como o diretor do programa. Procurada, a RedeTV! negou qualquer ‘climão’ entre os apresentadores.

Alinne Prado já sofreu abuso sexual

A apresentadora Alinne Prado, que já esteve à frente do ‘TV Fama’, da RedeTV!, revelou em entrevista ao programa ‘Sensacional’ que foi vítima de abuso sexual. Na época, ela tinha 13 anos de idade quando se envolveu com um criminoso na comunidade onde morava no Morro do Dendê, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro.

“É a primeira vez que estou falando disso. Meu primeiro namorado foi o primeiro homem que me olhou. Eu era uma menina e ele era um cara de 27 anos, gerente de uma boca de fumo. Sofri dele todos os tipos de abuso, fui abusada sexualmente. E só entendi isso muito tempo depois, porque eu pensava que era normal”, confessou a ex-contratada da TV Globo, hoje com 34 anos de idade.

Depois de ser vítima do abuso, Alinne acabou contando para o pai que, revoltado, decidiu tirar satisfações com o traficante, mas foi ameaçado de morte. Hoje, o homem que a abusou está morto: “Fui fazer uma cobertura e soube que acharam um corpo na Ilha do Governador, na entrada de uma comunidade, mas não era a que eu morava. Quando eu estava indo fazer a matéria e descobri o nome, era essa pessoa que anos atrás eu tinha me relacionado. Eu voltei, nem quis ir, não vi [o corpo]. Eu nem senti raiva, não senti nada, só muita pena. Muita pena por ter ido tão cedo”.

 

Veja também: Milton Neves revela que perdeu R$17 milhões em golpe de ex-funcionário

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.