Enem 2020: Segundo declaração dada à Justiça Inep confirma que existe segurança para realizar o exame em janeiro

Vem conferir mais sobre o pedido de adiamento das provas e a resposta do Inep para a realização do Enem.

1

Enem 2020: Segundo declaração dada à Justiça Inep confirma que existe segurança para realizar o exame em janeiro.

Como já sabemos, a Defensoria Pública da União solicitou o adiamento das provas marcadas para janeiro. Clique aqui e confira mais sobre essa solicitação.

A partir do acontecido, o Inep já se pronunciou defendendo a data original da aplicação de provas, que seria nos dia 17 de 24 de janeiro.

Dessa forma, segundo a declaração do Inep, existe sim a possibilidade de manter as datas de confirmação para a realização do exame em janeiro.

Sendo assim, vamos entender como anda esse processo e qual seria a previsão real para a realização do Enem.

A resposta do Inep

Enem 2020: Segundo declaração dada à Justiça Inep confirma que existe segurança para realizar o exame em janeiro.

No dia 08 de janeiro a Defensoria Pública da União entrou com um pedido diretamente na Justiça Federal, para adiar as provas.

Dessa forma, a alegação da DPU é que não há como garantir a segurança dos candidatos e funcionários, por conta do avanço da pandemia.

No entanto, segundo o Inep, que já fez a declaração oficial respondendo à justiça, existe sim a possibilidade de manter a data, garantido a segurança de todos.

Segundo o Inep, após o primeiro adiamento das provas (que inicialmente seriam no mês de novembro do ano passado), houve uma preparação para que a aplicação do exame fosse realmente segura para funcionários e candidatos.

Dessa forma, embora o momento seja de muita preocupação, segundo o Inep existem muitas consequências em relação a um novo adiamento para a aplicação do exame.

Uma das consequências seria a inviabilização do início do ano letivo em universidades federais.

Além disso, amanhã acontecerá a primeira fase da Fuvest, essa que será presencial.

Dessa forma, assim como a declaração do Inep em relação às medidas de segurança, a Fuvest também realizou modificações.

Por esse motivo, esse é mais um dado que pode nos fazer refletir sobre a possibilidade de manter a data para a aplicação dos testes.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Roberto Pinto de Souza, Diretor de Avaliação da Educação Básica do Inep nos deixou hoje, mas nos deixou muitos […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.