Em SP, 320 mil vulneráveis ficarão de fora do Auxílio Municipal

Pelas regras da Prefeitura, o Auxílio Municipal não vai abranger essas pessoas. Câmara tenta inserir esse novo montante na conta final

3

A Câmara de Vereadores de São Paulo discute esta semana a proposta de Auxílio Municipal. É aquele auxílio que vai pagar mais três parcelas de R$100 para moradores vulneráveis da cidade. Mas há polêmicas com o texto do projeto.

É que de acordo com o texto, quem recebe o Bolsa Família vai poder entrar direto nesse novo Auxílio. Além disso, as pessoas que possuem cadastro em programas de ambulantes da Prefeitura também poderão fazer isso.

De acordo com a própria Prefeitura isso dá algo em torno de 1,28 milhão de pessoas. O problema é que nessa conta não entram as pessoas que nem estão no Bolsa Família, nem estão em programas municipais de ambulantes da Prefeitura.

Segundo os dados oficiais do Ministério da Cidadania, São Paulo tem hoje cerca de 320 mil pessoas, de 137 mil famílias em situação de vulnerabilidade. Essas pessoas não estão recebendo nenhum tipo de auxílio do Governo.

Assim, essas pessoas não recebem Bolsa Família. Isso porque boa parte ainda está na fila de espera para entrar no programa. Eles também não estão recebendo nenhum outro tipo de auxílio neste momento da pandemia.

Auxílio Municipal

Aí começa uma grande discussão na Câmara. Dá para colocar mais essas pessoas no projeto? De acordo com a Prefeitura, dá. Mas eles afirmam que é preciso estudar antes o impacto econômico que essa mudança teria neste momento.

Esse auxílio municipal já passou por uma primeira aprovação na Câmara dos vereadores da cidade. Mas agora vem a parte mais difícil: aprovar os valores, o tempo e a quantidade de pessoas que poderão sacar o dinheiro.

Leia Também:

3 Comentários
  1. […] Leia mais: Em SP, 320 mil vulneráveis ficarão de fora do Auxílio Municipal […]

  2. […] FGV também considerou o cenário para as pessoas invisíveis. Os invisíveis são aquelas pessoas que não recebem nenhum tipo de renda e não estão em nenhum […]

  3. […] também: – Em SP, 320 mil vulneráveis ficarão de fora do Auxílio Municipal – Com explosão de apps de entrega, cresce preocupação com […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.