Em nova fala sobre vacina, Bolsonaro defende obrigatoriedade apenas para cães

2

Neste sábado, dia 24, o presidente Jair Bolsonaro ironizou em seu Twitter a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19.

A semana foi tomada por mais uma politização em torno da pandemia. Desta vez, o centro das atenções era a vacina em desenvolvimento no Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. O Instituto submeteu à Anvisa um pedido para aquisição da matéria-prima necessária para produção da Coronavac, vacina que se encontra na terceira e última fase dos testes.

Na terça (20), o ministro da Saúde, Pazuello, em conferência com João Doria (PSDB-SP) e representantes do Butantan confirmou que o governo federal compraria a vacina do instituto. No entanto, no dia seguinte, Bolsonaro negou tal posicionamento e desautorizou a fala do ministro.

A vacina em meio a guerra

A partir disso, instaurou-se uma disputa em relação a vacina, a qual se aprofundou com a fala de João Doria em coletiva no Palácio dos Bandeirantes sobre a obrigatoriedade da vacinação no estado de São Paulo.

A ala bolsonarista reagiu. Os apoiadores do presidente voltaram a intitular Doria ditador em razão do governador defender a obrigatoriedade do imunizante contra a Covid-19. Organizaram, também, ao longo da semana, uma manifestação agendada para a véspera do feriado de 02 de novembro, cujo mote é o impeachment do governador tucano.

A provocação

Neste sábado (24), Bolsonaro, que não saiu ileso da disputa, provocou. A reação contrária às falas do presidente ao longo da semana e sobre o posicionamento da Anvisa, a qual se manifestou apenas na sexta-feira, foi ampla e teve repercussão nacional. Contudo, o presidente postou por volta das 20 horas da noite que somente o “Faísca”, pet de Bolsonaro tomaria vacina obrigatória.

“Vacina obrigatória só aqui no Faísca”, disse Bolsonaro.

 

2 Comentários
  1. […] Leia também: Em nova fala sobre vacina, Bolsonaro defende obrigatoriedade apenas para cães […]

  2. […] Leia também: Em nova fala sobre vacina, Bolsonaro defende obrigatoriedade apenas para cães […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.