Em MT, vacina contra a covid-19 será distribuída em janeiro, confirma governador

0

Nesta quarta-feira (21), o governador de Mato Grosso (MT), Mauro Mendes, confirmou que o estado receberá o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 em janeiro de 2021. A informação foi oficializada pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante reunião por videoconferência com a maioria dos governadores, realizada na tarde desta última terça-feira (20).

“Em janeiro, o Ministério vai ter disponível para mandar aos estados brasileiros em torno de 46 milhões de doses. Em fevereiro, um novo lote, e no primeiro semestre teremos outras entregas das diversas empresas que estão produzindo a vacina”, relatou Mauro Mendes, em matéria divulgada pela SES/MT.

De acordo com a SES, as empresas que têm desenvolvido a vacina atualizaram os cronogramas, capacidade de produção e o estágio de desenvolvimento das vacinas.

4 Vacinas contra a Covid-19 em fase avançada de testes

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, existem vacinas contra o novo coronavírus que se encontram em fase avançada de testes com segurança. Confira quatro delas.

1) Vacina de Oxford

Essa vacina, produzida pela farmacêutica AstraZeneca, integra a parceria da Universidade de Oxford (Reino Unido) com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Atualmente, a fase de testes está sendo aplicada em voluntários no Reino Unido, África do Sul e Brasil, sendo 5.000 voluntários em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. Atualmente, ela é considerada a vacina mais promissora pela comunidade científica mundial.

2) Vacina da Moderna

Em julho, o laboratório Moderna afirmou que passou para estágio final de testes em uma candidata a vacina para a Covid-19. Esse produto conta com apoio do governo dos Estados Unidos. Em comunicado, a Moderna afirmou que poderá fabricar entre 500 milhões e 1 bilhão de doses por ano a partir de 2021.

3) Pfizer e Biontech

Essa vacina é desenvolvida por pesquisadores de laboratórios dos Estados Unidos e da Alemanha das empresas Pfizer e Biontech está na fase 3 de testes, e conseguiu aprovação em via rápida pelo órgão regulador dos Estados Unidos, a FDA.

4) CoronaVac

No final do mês de Julho, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou que a vacina chinesa Sinovac Biotech, produzida em parceria com o Instituto Butantan, pode estar disponível em janeiro de 2021 no Sistema Único de Saúde (SUS).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.