Em decisão dos Juízes Ortega vence Zumbi Coreano em UFC na Ilha da Luta

0

Sem as madeixas que manteve por muitos anos, e parecendo um monge, o lutador peso-pena dos Estados Unidos, Brian Ortega, manteve uma filosofia zen para derrotar Chan Sung Jung, o popular Zumbi Coreano, no evento principal do UFC desta madrugada de sábado.

Sereno e concentrado, Ortega controlou a disputa contra o Zumbi, e venceu em decisão unânime nas papeletas dos juízes, em triplo 50-45. Depois da luta, ele garantiu que vai atrás do campeão do peso-pena, Alexander Volkanovski, da Austrália.

– Tenho um recado. Para os que torceram por mim, eu amo todos vocês. Para os que contaram comigo fora do jogo, aprendam a contar, filhos da p***. Hoje eu quis mostrar que eu poderia ser o melhor no MMA, em cada uma das artes marciais. Nesse jogo, você tem que se arriscar. Ninguém cresce aqui ficando na zona de conforto. Alexander Volkanovski é o campeão, mas eu vou atrás dele – desabafou Ortega depois da vitória.

Resumo da vitória contundente de Ortega

Parceria de Odell, Ortega e Dana White em jogo dos Lakers Foto Twitter BrianTcity
Parceria de Odell, Ortega e Dana White em jogo dos Lakers / Foto: Twitter BrianTcity

O duelo começou lento, com os lutadores poupando energia. Ortega e o Zumb alternavam chutes. O americano tinha a iniciativa dos ataques com sua maior envergadura. No parte final, Ortega conseguiu um knockdown ao aplicar direto preciso de esquerda. Jung recuperou-se, mas nos segundos finais quase foi surpreendido novamente com o mesmo golpe.

O Zumbi voltou agressivo no segundo round, com mais o ritmo e buscando a iniciativa de ataque. Ortega usava a envergadura para acertar o rival, e tentava levar a luta para o solo. Precisando de recuperação no combate, o Zumbi veio para o round três mais impetuoso, mas Ortega não permitia a aproximação. Usando jabs e chutes na cintura, o americano controlou a luta. 

O quarto assalto estava correndo sob o mesmo panorama, mas Ortega variou a estratégia de luta para derrubar o coreano. Na queda, o americano acertou o supercílio do rival, abrindo ferimento. O corte não incomodou o coreana, que seguiu o mesmo ritmo. Com a luta controlada Ortega manteve a estratégia dos jabs para manter à distância. Com a estratégia bem-sucedida, Ortega controlou sem problemas, os últimos minutos até bater o sino.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.