Eduardo Suplicy envia carta ao Governo pedindo projeto de Renda Básica

No conteúdo da carta, vereador eleito diz que criação de um projeto de renda básica seria popular e ajudaria a acabar com a fome

1

O vereador eleito de São Paulo, Eduardo Suplicy, do PT, enviou uma carta para o Governo Federal. Nessa carta, ele pede a criação de um programa de renda básica para os brasileiros. As informações são da coluna da jornalista Monica Bergamo, da Folha de São Paulo.

De acordo com as informações da coluna, a carta de Suplicy se destina ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da economia, Paulo Guedes. No conteúdo, Suplicy afirma que a criação de um programa seria um “ato popular”.

Ele até cita uma pesquisa do Ibope que mostra que a maioria dos brasileiros apoia a criação desse programa. Além disso, ele cita o fim do Auxílio Emergencial como um fato que exige a criação de um novo programa pelo Governo Federal.

“(É) o passo mais efetivo para o cumprimento do Artigo 3º da Constituição de ‘erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais”, disse o político na carta que enviou na última segunda-feira (28).

Suplicy disse ainda que já existe uma Frente Nacional em Defesa da Renda Básica. Essa frente conta com cerca de 220 deputados da Câmara Federal. Eles estão organizando protestos pela criação desse programa em 2021.

Renda Básica

O projeto de Renda Básica de Suplicy não é bem uma novidade. Ele o defende há anos em sua vida pública. Mas a discussão do governo federal sobre esse mesmo tema também não é nova. Há alguns meses, os ministros discutem essa possibilidade.

Mas o fato é que o assunto esfriou. Membros do governo prometeram apresentar o projeto do Renda Cidadã, mas isso não foi para frente. Assim, a tendência é que só o Bolsa Família permaneça em 2021. Pelo menos essas são as informações mais recentes.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.