É fake que ministros do STF ganham auxílio-alimentação de R$90 mil

De acordo com os dados oficiais do próprio STF, os próprios salários totais dos ministros são bem menores do que R$90 mil

1

Circula pelas redes sociais um post que diz que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) ganham um auxílio-alimentação. De acordo com a postagem, esse auxílio seria no valor de R$90 mil. Mas a mensagem não passa de uma fake news.

Nessa postagem, o texto diz que as pessoas pobres estão sofrendo sem renda enquanto os ministros estariam recebendo esse auxílio. Uma simples verificação no Portal da Transparência já serve para perceber que a informação é de fato falsa.

De acordo com essas informações oficias, os ministros do STF recebem em torno de R$34 mil e R$45 mil. Não há registro de qualquer auxílio adicional dessa natureza. Portanto a postagem se baseia em uma informação mentirosa.

De uns dias para cá, o STF vem recebendo uma série de ataques de diferentes grupos da sociedade. Seja como for, não há como negar que a postagem em questão é falsa. Mas muita gente acabou compartilhando nos grupos das redes sociais.

Ao ver postagens como esta, o ideal é se posicionar e atuar como um fiscalizador de conteúdo. Os especialistas dizem que para cada fake news, é importante responder com a verdade. Afinal, essas fake news podem acabar causando problemas.

Mentira sobre STF

Recentemente, o ministro Alexandre de Moraes, que é um ministro do STF, mandou prender o deputado bolsonarista Daniel Silveira. Parte das pessoas criticou muito a prisão. Outra parte disse que ela foi uma vitória.

Seja como for, Siveira está preso justamente por “atentar contra a vida dos ministro do STF”. Agora a confusão está toda com a Câmara Federal que vai poder salvar ou não o mandato do deputado que ameaçou o STF no Brasil.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira (25) que a Justiça Federal do Paraná julgue um recurso da defesa […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.