Drake Bell, de ‘Drake & Josh’, é condenado e vítima o chama de “monstro”

O ator se declarou culpado ao disseminar conteúdo prejudicial a jovens e manter conversas inapropriadas com uma jovem de 15 anos

0

O ator Drake Bell, da famosa série ‘Drake & Josh’, foi condenado a cumprir dois anos em liberdade condicional, na última segunda-feira (12), após se declarar culpado por crime envolvendo uma menor de idade. O ator foi acusado de disseminar conteúdo prejudicial e por ter conversas inadequadas com uma adolescente.

Internada com Covid-19, Malga di Paula apresenta piora clínica

De acordo com a revista People, a vítima alega ter começado a trocar mensagens com Drake em 2017, através do Instagram. Na ocasião, ela tinha apenas 15 anos de idade e os dois evoluíram para um papo sexual, com direito à fotos. A menina ainda conta que foi convidada para um show do ator e, quando eles ficaram sozinhos, Drake a teria agredido sexualmente.

Em trecho do depoimento, a jovem o chama de ‘monstro’ e, inclusive, de ‘pedófilo’: “Ele apareceu no tribunal hoje por chamada de vídeo em vez de aparecer pessoalmente. Isso não me surpreende e mostra o covarde que ele é, mas eu não. Ele se aproveitou e abusou sexualmente de mim. Ele é um monstro e um perigo para as crianças. Jared Drake Bell é um pedófilo e esse é o seu legado.”

Drake foi condenado a dois anos de condicional em Los Angeles, nos EUA, além de ter que prestar 200 horas de serviços comunitários. O ator de 35 anos também está proibido de entrar em contato com a vítima.

Entenda o caso

O ator Drake Bell, conhecido pela série ‘Drake & Josh’ foi preso no dia 3 de junho, após crime contra uma menor de idade. A prisão, que ocorreu no estado de Ohio, nos Estados Unidos. O ator foi detido por um crime cometido em dezembro de 2017 e, de acordo com o site Deadline, ele estaria conversando com uma menor de 15 anos, inclusive com insinuações sexuais.

Durante a sentença, proclamada no dia 12 de julho, Drake pediu desculpas pelo ocorrido, explicando que não queria causar mal a ninguém: “Aceito esse apelo porque minha conduta estava errada.” O ator, que participava do julgamento via Zoom, lamentou ter magoado a menina e outras pessoas envolvidas no caso.

De acordo com a revista People, ele balançou a cabeça em desgosto quando foi acusado de ser ‘pedófilo’ pela vítima.

 

 

Veja também: Gravadora suspende lançamentos de DJ Ivis e descarta regravar música com Zé Felipe

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.