Dólar segue no vermelho na sessão desta quinta-feira (14)

Muitos investidores estão de olho no pacote de estímulos americano

1

O dólar comercial abriu o pregão em queda, com muitos investidores aguardando notícias sobre o pacote de estímulos à economia americana. A saber, o presidente eleito Joe Biden deve divulgar, ainda hoje, os detalhes de seu pacote para recuperação econômica dos Estados Unidos. A expectativa é que o valor a ser divulgado seja bastante robusto, envolvendo mais de US$ 2 trilhões na economia americana.

Além disso, aqui no Brasil, há dois principais fatores que estão se destacando: o início da vacinação contra a Covid-19 e as eleições na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Nesse segundo ponto, há receio dos investidores em relação a decisões políticas que flertam com o populismo. Dessa forma, o otimismo no país acaba ficando limitado, segurando ganhos na bolsa de valores e impedindo uma desvalorização mais forte do dólar frente o real brasileiro.

Por volta das 11h30, a moeda americana apresentava recuo de 0,38%, cotada a R$ 5,2906. Aliás, ontem (13), o dólar encerrou o pregão com queda de 0,24%, sem uma direção definida durante boa parte do dia. Aumento de infecções e mortes provocadas pela pandemia da Covid-19 fortaleceu o dólar, enquanto a expectativa por mais moeda americana em circulação nos mercados fez o dólar perde sua força. No final da sessão, questões domésticas acabaram definindo a queda da divisa no dia.

 

Veja mais detalhes do movimento do dólar

No cenário doméstico, investidores ainda repercutem a divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15). O indicador subiu 1,35%, ficando acima do esperado (1,23%), e acumulou alta de 4,52% em 2020, superando os 4,40% esperados para o ano. Isso causou receio entre os investidores, que acreditam ser apenas questão de tempo para que os juros voltem a subir. A saber, atualmente, países de todo o mundo aplicam políticas de juros baixíssimos e, em alguns casos, até negativos.

Com juros mais altos, a rentabilidade tende a diminuir, mas deverá haver maior rentabilidade do real brasileiro, aumentando a atratividade da divisa frente o dólar.

 

LEIA MAIS

Ibovespa opera em alta com investidores de olho em estímulos dos EUA

Produção industrial cresce em 10 dos 15 locais pesquisados em novembro

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Dólar segue no vermelho na sessão desta quinta-feira (14) […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.