Dólar dispara em dia marcado por turbulência nos mercados acionários

Mudanças realizadas por Bolsonaro na Petrobras fazem ações da estatal despencar

1

O dólar americano está operando em forte alta nesta segunda-feira (22). E isso acontece devido ao derretimento de cerca de 20% das ações da Petrobras, após pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, na semana passada, sobre interferências na estatal. Assim, com a forte turbulência no mercado, a divisa americana ganha força contra o real e dispara no dia.

Em resumo, no último dia 18, a Petrobras anunciou mais uma elevação nos preços da gasolina e do diesel. E Bolsonaro não aceitou este aumento, afirmando que algo iria acontecer na estatal, apesar de a mesma possuir autonomia. Assim, ele anunciou na noite da última sexta-feira (19) a troca do presidente da Petrobras. Com isso, o general Joaquim Silva e Luna assumiria o cargo ocupado por Roberto Castello Branco desde o início do governo, em janeiro de 2019. Tudo isso vem preocupando os investidores, que temem interferências diretas do governo na Petrobras.

Aliás, a estatal perdeu mais de R$ 72 bilhões em valor de mercado nas poucas horas desta segunda-feira, segundo levantamento da Economatica. A propósito, no último pregão (19), a Petrobras já havia encolhido R$ 28 bilhões. Assim, a estatal caiu do patamar de R$ 383 bilhões, na última quinta (18), antes de toda esta crise estourar, para R$ 283 bilhões. Isso representa uma queda fenomenal de 25% em menos de dois dias úteis.

Vale dizer que, além da troca do presidente da companhia, Bolsonaro anunciou que haverá mais mudanças na Petrobras, bem como no setor elétrico. E todas essas interferências reduzem a confiança do país.

 

Veja mais detalhes da disparada do dólar

Por volta das 12h04, o dólar comercial disparava 1,79%, cotado a R$ 5,4837. A saber, na máxima do dia, chegou a R$ 5,5337. Esta segunda também trouxe as novas estimativas do mercado financeiro, que elevou pela sexta semana seguida a inflação em 2021. Assim, a projeção supera o centro da meta da inflação pela primeira vez.

Por fim, os investidores também continuam direcionando suas atenções para o retorno do auxílio emergencial e a questão fiscal do país, que continua numa situação terrível. Nesse caso, o receio envolve o rompimento do teto de gastos públicos, tido como a âncora fiscal do Brasil atualmente.

 

LEIA MAIS

Ibovespa afunda mais de 5%, puxado por forte queda da Petrobras

Confiança da indústria emenda segunda queda em fevereiro

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Dólar dispara em dia marcado por turbulência nos mercados acionários […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.