Dólar dispara com preocupações exteriores e volta a superar R$ 5,50

Elevação dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA impulsiona divisa

1

O dólar comercial fechou esta quinta-feira (23) revertendo os dois resultados negativos nos últimos pregões. Assim, a divisa americana disparou 1,70% e está cotada a R$ 5,5129. Aliás, este é o maior nível desde 5 de novembro (R$ 5,5429). E isso aconteceu num dia marcado pelo estresse global com a elevação dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA. Além disso, avaliações sobre os riscos fiscais e políticos do Brasil continuaram no radar dos investidores.

Em resumo, Jerome Powell, o presidente do Federal Reserve (Fed), o Banco Central dos Estados Unidos, reforçou que o Fed continuará com a política monetária vigente. Assim, as taxas permanecerão frouxas até as metas de inflação e emprego alcançarem o nível definido pela instituição financeira. No entanto, o nível de estresse dos mercados continua muito elevado, pois os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA continuam subindo.

A propósito, os títulos de 10 a 30 anos estão no maior nível em mais de um ano. E isso ocorre devido às projeções de elevação da inflação futuramente, que tendem a prejudicar diversas empresas que dependem de empréstimos, bem como reduzir a busca por ações. A saber, houve uma disparada da taxa de dez anos, de 1,389% da véspera para 1,614%. Este é o maior patamar em mais de um ano para a taxa tida como referência para os custos globais de empréstimos.

 

Cenário doméstico ajuda a impulsionar dólar

Por fim, não há como esquecer os riscos fiscais do Brasil. O retorno do auxílio emergencial aumenta a preocupação sobre a saúde fiscal do país, que está mal das pernas há tempos. O medo, nesse caso, envolve o teto de gastos, tido como a âncora fiscal do país atualmente, e o impacto que essas novas rodadas do benefício causarão nos cofres públicos. E, claro, qual mágica precisará ser feita para que as despesas caibam dentro do teto de gastos, sem pedaladas fiscais ou excepcionalidades.

 

LEIA MAIS

Ibovespa afunda 3% com receios envolvendo Petrobras e saúde fiscal

Mineradora Vale encerra 2020 com lucro de R$ 26,7 bilhões

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Dólar dispara com preocupações exteriores e volta a superar R$ 5,50 […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.