Dólar dispara 1,93% nesta sexta (15) com novos temores sobre Covid-19

Anúncio de pacote trilionário de estímulos ficou um pouco esquecido

0

O dólar comercial encerrou o último pregão da semana com forte alta de 1,93%. Com o resultado, a moeda americana está cotada a R$ 5,3078. E isso aconteceu especialmente pelo avanço da Covid-19 ao redor do mundo. Nem mesmo o anúncio do pacote trilionário de estímulos à economia americana conseguiu elevar os ânimos dos investidores. Dessa forma, o dia ficou marcado pela aversão ao risco, com o dólar funcionando como o porto seguro de muitos.

Nesta sexta-feira (13), os mercados repercutiam o anúncio feito pelo novo presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden. Em suma, o presidente informou ontem (12) o plano de pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão para os EUA. O objetivo é pagar os trabalhadores e oferecer ajuda aos estados americanos no combate à pandemia da Covid-19. Contudo, após os ânimos exaltados no pregão de ontem, a cautela mostrou mais força nesta sexta. E isso aconteceu porque muitos acreditam que o plano não irá receber aprovação do Congresso americano. Dessa forma, os investidores estão receosos, pois o plano pode elevar os impostos, o que representaria algo indesejado.

 

Veja mais detalhes da disparada do dólar

Além disso, a principal questão interna girou em torno do aumento de casos e mortes provocados pela Covid-19. E a situação mais desesperadora vem da capital do estado do Amazonas. Em resumo, Manaus está sofrendo há dias com a falta de cilindros de oxigênio para pacientes com Covid-19. Aliás, toda essa situação está sendo repercutida pela imprensa internacional. Já em relação à imunização, ainda não há data para o início, e a questão burocrática é um dos principais pontos a serem superados.

Por fim, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os dados mais recentes da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC). O órgão indicou que as vendas no varejo do Brasil recuaram 0,1% em novembro do ano passado, interrompendo seis altas seguidas. A saber, a expectativa era de avanço de 0,4%. Isso também contribuiu para que os investidores evitassem ativos de risco e recorressem ao dólar.

 

LEIA MAIS

Ibovespa afunda mais de 2% em dia marcado por disparada da Covid-19

CNC projeta crescimento menor para comércio varejista em 2021

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.