Disney de Xangai fecha por tempo indeterminado devido ao novo surto de Covid-19 na China

País asiático passa por nova onda de casos da doença causada pela variante Ômicron

0

Nesta segunda-feira (21), o Disney Resort de Xangai, que inclui Disneylândia, Disneytown e Wishing Star Park, fechou as portas por tempo indeterminado devido ao novo surto de Covid-19 provocado pela variante Ômicron na China.

“Continuaremos a monitorar a situação da pandemia e consultar as autoridades locais. Informaremos nossos visitantes logo que tivermos uma data para retomar as operações”, anunciou a Disney em seu site.

“Nos desculpamos pela inconveniência e ofereceremos reembolsos ou trocas [de datas] para todos os nossos visitantes afetados durante este período”, acrescentou a equipe responsável pelo parque na China.

No domingo (20), a cidade de Xangai registrou 24 novos casos ativos de transmissão doméstica da Covid-19 e outras 734 infecções assintomáticas, de acordo com a emissora CNN Estados Unidos. Foi o quarto dia seguido de aumento no número de infecções pelo novo coronavírus.

Quando comparado com outros países, como o Brasil, o número de casos em Xangai parece inexpressivo. No entanto, a China não observava índices tal altos desde o primeiro surto de Covid-19 no país, que ocorreu em Wuhan no final de 2019.

Levando em conta os números de todo o país, a China contabilizou 1.947 novos casos sintomáticos de Covid-19 no domingo, um aumento em comparação aos 1.656 registros feitos no sábado (19).

Para conter o avanço da Covid-19, as autoridades chinesas aplicam uma política de tolerância zero, lançando mão de lockdowns, exigência de máscaras e implementação do isolamento social, além da testagem em massa e da limpeza de ruas e espaços públicos.

“Quando se trata de toda a situação do controle epidemiológico e da prevenção que estamos encarando, é bastante complexa e séria. E é também um grande teste para nós”, frisou ainda Wu Jinglei, diretor da Comissão de Saúde e Planejamento Familiar de Xangai, em uma coletiva de imprensa reportada pela CNN.

Jinglei apoia a liberação dinâmica das atividades na China durante a pandemia de Covid-19, o que inclui aberturas e fechamentos de grandes centros comerciais, como os parques da Disney em Xangai.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.