Disidrose: saiba se você possui essa doença

0

Alguma vez você já notou alguma mini bolha nos dedos dos pés ou nas mãos e ficou sem saber como surgiu? Pois bem, pode ser a disidrose. Saiba mais!

A disidrose, também cientificamente chamada de eczema disidrótico, é uma doença de pele cuja causa ainda é desconhecida. Entretanto, ela pode estar associada a uma reação alérgica. Além disso, ela não é não contagiosa. Esta dermatite se caracteriza por meio do surgimento pequenas vesículas ou de bolhas com líquido dentro e seu formato assemelha-se aos sagus. Pode aparecer nas solas dos pés, mãos e também nas laterais dos dedos.

As bolhas não ficam por longos períodos no corpo, dentro de duas ou três semanas elas começam a secar.  Em alguns casos, ela pode se apresentar de forma crônica, sendo resistente ao tratamento, isso ocorre quando a causa da alergia ainda não foi identificada e a pessoa acabou tendo contato novamente.

 

CAUSAS

A disidrose está relacionada à alguma alergia que pode ser ocasionada por:

  • Alimentação;
  • Contato com substância como perfume, cremes, produtos de limpeza, entre outros;
  • Contato com substâncias inalantes, como o cheiro de tinta, material de construção, solventes, entre outros;
  • Estresse emocional;
  • Fungos;
  • Medicamentos

 

SINTOMAS DA DISIDROSE

Como já mencionado acima, a disidrose tem como sintoma característico o surgimento de pequenas bolhas d’água transparentes ou levemente avermelhadas. Essas bolhas se concentram somente na palma das mãos, solas dos pés e laterais dos dedos. Em casos mais graves, podem se alastrar em quase ou em toda a mão e pé.

A dermatite também apresenta outros sintomas como coceira, descamação da pele, e dor leve ou incômodo local.

TRATAMENTO

A disidrose é diagnosticada através de um exame clínico, o dermatologista também pode solicitar exames laboratoriais micológicos para uma análise aprofundada a fim de identificar a causa.

A disidrose não tem cura, tratando-se de uma doença crônica. Com a descoberta da causa fica mais fácil ministrar um tratamento para que cure as erupções e também, previna crises futuras.

Com o diagnóstico em mãos, o dermatologista irá definir o melhor tratamento para o seu caso, geralmente a disidrose é tratada com pomadas ou cremes com corticoides. Também é aconselhado a manter a hidratação do local afetado, visto que com a pele seca, fica mais propensa ao surgimento de lesões. O tratamento fará com que a lesão seque mais rápidos, acabe com a coceira e descame. Após a descamação, a pele já estará curada.

Você pode se interessar também: Você tem alergia ao suor? saiba como tratar

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.