DF sofre com nível de demissões de trabalhadores de bares e restaurantes

Unidade da federação tem uma taxa alta de demissões nesse setor. Falta de circulação de servidores públicos ajuda a explicar cenário

1

O Distrito Federal é de fato uma das unidades da federação com o maior nível de demissões de trabalhadores de bares e restaurantes do Brasil. Os números oficiais falam por si só. Há uma série de explicações para esse fenômeno.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), cerca de 20 mil trabalhadores da área passaram por uma demissão no DF. Isso considerando apenas o período da pandemia do novo coronavírus.

Além disso, a própria Abrasel calcula que mais de 2 mil estabelecimentos comerciais da área fecharam por lá. Os números revelam um cenário de caos que, embora aconteça também em outras unidades da federação, possui motivos específicos em Brasília.

É que diminuiu muito a circulação de servidores públicos por lá. Com a pandemia, boa parte deles ainda segue em home office. Esses trabalhadores não necessariamente precisam ir trabalhar de maneira presencial para ter um trabalho no final do mês.

Por lá, ruas famosas por agregar vários restaurantes viraram ruas desertas. Quase nenhum restaurante teve condições de se manter. Isso mesmo com a existência de alguns programas sociais do governo na pandemia.

Trabalhadores

Especialistas alertam que a situação tende a piorar, ou seja, o 2021 pode não ser tão diferente assim. É que agora não tem mais o Auxílio Emergencial. Então os desempregados que estavam recebendo o dinheiro, poderão ficar totalmente sem renda a partir de agora.

Do ponto de vista do empregador, acabou o Programa de Preservação do Emprego e Renda. Assim, acabou a possibilidade de suspender contrato e reduzir jornada. Pelo menos acabou a possibilidade de acordos com a ajuda do governo. Como a pandemia ainda não acabou, a situação segue difícil.

Leia Também:

1 comentário
  1. […] O sofrimento não foi muito diferente para os empregadores. Eles tiveram muita dificuldade de se manter dentro do mercado neste momento. É que os fechamentos fizeram com que muita gente não conseguisse mais fechar as contas no final do mês. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.