Deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança sobre Doria: não aceitarei essa decisão tirana

Deputado federal comentou a obrigatoriedade na vacinação por CoronaVac, definida pelo governador, João Doria.

0

O deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL), eleito pelo estado de São Paulo, fez hoje (16) uso de seu perfil oficial na rede social Facebook para comentar a afirmação do governador do Estado de São Paulo, João Doria, sobre a vacinação obrigatória caso a CoronaVac seja aprovada pela Anvisa.

Luiz Phillipe de Orleans e Bragança escreveu: “Como cidadão paulistano não aceitarei essa decisão tirana. O governo não tem o direito de cercear a escolha de qual vacina quero tomar ou não. É um direito meu e de todos Paulistas”.

As críticas às falas do Governador de São Paulo começaram a se intensificar, incluindo comentários feitos hoje(16), pelo ex- Ministro da Educação, Abraham Weintraub: “A LIBERDADE ACABOU! Vacina OBRIGATÓRIA para TODOS os 45 milhões de Paulistas! Além de nos ameaçar, como se ele fosse o dono de um bando de cães, esse cara quer vacinar na marra crianças e bebês! SEUS FILHOS E NETOS! Na marra! ARROGANTE!”.

Outro a criticar João Doria, o empreendedor e comentarista conservador, Alan Ruschel, escreveu: “Doria Jinping quer obrigar você a tomar a vacina chinesa”, comparando o governador de São Paulo ao presidente da China, Xi Jinping.

O procurador da República, Ailton Benedito, também teceu comentários sobre a vacinação obrigatória da CoronaVac, que será promovida por João Dória. A matéria que foi produzida pela equipe da Brasil 123 pode ser conferida clicando aqui.

Como resposta à afirmação do governador, alguns internautas levantaram a #VachinaNao, que alcançou quase 2 mil tweets e esteve nos trendings topics (assunto do momento) no Twitter.

A declaração do governador

Durante a tarde dessa sexta (16), em frente ao Palácio dos Bandeirantes, que é a sede do Governo de São Paulo, João Doria concedeu entrevista coletiva e afirmou que: “São Paulo vai vacinar. Garanti que aqui, os 45 milhões de brasileiros de São Paulo serão vacinados. Em São Paulo a vacinação será obrigatória”.

Na última quarta (14), Doria deu uma entrevista indicando que o até o mês de março de 2021 toda a população será vacinada e imunizada, começando pelos médicos e profissionais da saúde (médicos e enfermeiros), professores e servidores da rede pública e privada de ensino, os alunos das duas redes, pessoas com morbidades, idosos e os envolvidos com atendimento ao grande público: policias militares, civis, os profissionais que atuam em ônibus e em metrôs.

Na mesma entrevista, o governador defendeu o posicionamento da vacinação obrigatória para os habitantes do estado: “Não faz sentido vacinar alguns e não vacinar outros”.

Para todo o Brasil

Além disso, na mesma entrevista, Doria expressou seu interesse em fornecer a CoronaVac para os demais estados do Brasil, afirmando: “O Brasil e o Ministério da Saúde não podem vacilar. O que eles precisam é vacinar. O que a população deseja é isso”.

Quando questionado sobre um possível entrave por parte do Governo Federal, Doria respondeu o questionamento da seguinte forma: “espero que não. Entendo que em uma situação como essa, que envolve a vida de milhões de brasileiros, não possa ter nenhum viés de ordem político, eleitoral ou viés ideológico. É constrangedor imaginar que alguém possa prejudicar o direito a vida das pessoas na defesa de um interesse ideológico, partidário ou político”.

Leia mais: João Doria afirma que São Paulo estará imunizada até março de 2021

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.