Deputado federal e mulher protagonizam discussão com empurrões, socos e até tiro em faculdade de Goiás

A confusão aconteceu porque uma mulher foi até o local reclamar que o deputado, que é reitor de uma faculdade, não teria cumprido um acordo pré-estabelecido com dois alunos

0

O deputado federal Professor Alcides (PP), e também reitor do Centro Universitário Alfredo Nasser, localizado em Aparecida de Goiânia, em Goiás, protagonizou cenas lamentáveis ao se envolver em uma discussão com uma mulher. Durante o fato, foram registrados socos, empurrões e até mesmo tiros dentro do pátio da instituição de ensino.

De acordo com o Centro Universitário, o deputado foi agredido fisicamente por pessoas levadas ao local por uma mãe de um estudante. Segundo as informações, os agressores foram até a faculdade porque o jovem estaria insatisfeito com as regras da instituição. “O corrido tem nuances de armação para expor a imagem do nosso reitor”, afirmou a instituição em nota.

Revelada no sábado, a confusão foi registrada na tarde de sexta (08) e flagrada por câmeras, apresentadas pela mulher envolvida no fato à Polícia Civil. O deputado não foi até o local porque, de acordo com sua defesa, ele apresentava diversas lesões no corpo.

Em nota, a Polícia Civil revelou que “já deu início aos procedimentos investigativos destinados a apurar eventuais responsabilidades pelo fato”. Além disso, a entidade informou que, diante das imagens e fatos apresentados na delegacia, concluiu-se que o caso se tratou de lesões recíprocas e que, por conta disso, apenas um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi lavrado

Vídeos mostram confusão entre mulher e deputado

Como citado, a confusão foi registrada por meio de vídeos. Em uma dessas gravações, é possível ver que o reitor diz não ter obrigação de atender a mulher naquele momento. Em seguida, ela afirma que ele não teria cumprido um acordo pré-estabelecido com dois alunos.

Ao dizer que não fez nenhum acordo, o deputado diz para a mulher denunciá-lo e ainda a chama de “p#ta”. Foi depois disso que a confusão se instaurou no pátio da universidade. A confusão só terminou quando as pessoas ouviram os disparos de armas de fogo e passaram a correr do local.

Leia também: Vereador é morto a tiros em bar na Bahia

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.