Deputado é afastado de partido após ser gravado passando a mão em deputada 

Em nota, o deputado afirma que não foi informado oficialmente pelo partido sobre o afastamento

1

O partido Cidadania anunciou nesta sexta-feira (18) o afastamento do deputado estadual Fernando Cury, flagrado passando a mão no seio da deputada Isa Penna (PSOL) na última quarta-feira (16) durante uma sessão da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Leia também: STF decide manter proibição de venda de bebidas alcoólicas à noite em SP

Em nota, o partido afirmou que a Comissão Executiva Nacional decidiu afastar o deputado de todas as funções diretivas partidárias, em todas as instâncias, bem como de todas as funções exercidas em nome do Cidadania, inclusive junto à Alesp.

As imagens mostram a deputada Isa Penna (PSOL) sendo alvo de assédio e importunação sexual do também deputado Fernando Cury (Cidadania). (Foto: reprodução)

Também em nota, o deputado Fernando Cury afirmou que não recebeu nenhum comunicado oficial que o informasse sobre o afastamento. Além disso, ele também disse que não houve qualquer notificação de procedimento interno do Conselho de Ética da Alesp. “Tão logo seja formalmente comunicado, irei apresentar a versão dos fatos, exercendo assim meu direito de defesa”, disse em nota.

De acordo com as informações, pelo regimento interno do Cidadania, o deputado terá agora oito dias para apresentar sua defesa. A sanção mais grave, neste caso, seria a expulsão do partido.

A carta do Cidadania, assinada pelo presidente do partido, Roberto Freire, revela que o afastamento deve durar até a conclusão do processo no Conselho de Ética do Cidadania. Além disso, o documento também afirma que Roberto Freire levou em consideração a gravidade do caso.

Relembre o caso envolvendo o deputado

O deputado Fernando Cury vem sendo acusado, desde a última quarta (16), de assédio e importunação sexual contra a deputada estadual Isa Penna.

Nas imagens, é possível ver Cury se dirigindo até à parlamentar para passar a mão no seio e na cintura da deputada.

Na tarde desta sexta (18), o deputado pediu desculpas pelo, segundo ele, “abraço” na colega, negando que tenha havido qualquer tipo de crime.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.