Cresce debate sobre empresas que querem comprar vacinas para funcionários

Nas últimas semanas, cresceu o número de empresas que querem criar os seus próprios programas de imunização. Debate é grande

0

Nas últimas semanas, você certamente se deparou com alguém discutindo a compra de vacinas por instituições privadas. Esse tema está em alta e deve ficar ainda mais em alta nas próximas semanas. É que a procura está aumentando.

De acordo com informações da Clínica de Imunização Vacinar, de São Paulo, mais de 50 empresas já procuraram o instituto para tirar dúvidas sobre o tema. Isso não quer dizer que todas essas empresas queiram comprar a vacina para os seus empregados.

Mas quer dizer que o interesse está aumentando. Ainda de acordo com a Clínica a tendência é que esse número de interesse cresça nas próximas semanas. Isso porque os empregadores querem uma volta para a normalidade o mais rápido possível.

Por uma questão ética, a Clínica não divulgou os nomes dessas empresas. Seja como for, eles afirmam que são empresas dos mais diversos setores do Brasil. Mas com o aumento da procura, aumenta também o debate.

Debate sobre o tema

Afinal, a iniciativa privada deve poder comprar essas vacinas? De acordo com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, sim. Em uma live ao lado do presidente Jair Bolsonaro, o ministro disse que não vê problema, desde que o SUS ganhe o abastecimento antes.

Por outro lado, muita gente vem criticando essa possibilidade. Há quem diga, por exemplo, que o próprio SUS está com problemas para começar a vacinação no Brasil, então não faria sentido que as empresas privadas comprassem a vacina agora.

O Brasil ainda não tem uma data exata para a vacinação. Logo, não se sabe quando o país poderia voltar a uma normalidade. Principalmente porque vacinas demoram para imunizar toda uma sociedade, sobretudo um país com mais de 200 milhões de pessoas.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.