Covid-19: Paraná tem apenas 17 respiradores disponíveis

A falta desses equipamentos pode fazer com que o estado seja impedido de aumentar o número de leitos de UTIs caso seja necessário

2

O estado do Paraná é outra região que vive momentos críticos por conta da pandemia da Covid-19. De acordo com os dados revelados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), neste sábado (27), nas últimas 24h, o estado registrou 5.225 novos casos e 95 mortes em decorrência do vírus.

Leia também: Adultos infectados com nova variante da Covid-19 têm 10 vezes mais vírus no corpo

Ainda de acordo com a Sesa, ao todo, o Paraná soma 638.750 casos confirmados e 11.547 mortes causadas pela Covid-19 desde o início da pandemia. Até este sábado, 1.566 pacientes com diagnóstico confirmado da doença estão internados.

Segundo a Sesa, 1.372 pacientes em leitos estão internados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 630 em UTI e 742 em leitos de enfermaria. Além disso, outras 194 pessoas estão em leitos da rede particular: 84 em UTI e 110 em leitos de enfermaria.

Segundo o boletim da Sesa, os números de infectados podem aumentar, e muito nos próximos dias. Isso porque outros 1.925 pacientes internados, 702 em leitos UTI e 1.223 em enfermaria, e ainda aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de Covid-19.

Respiradores 

Um fato preocupante no estado é a falta de respiradores. No fim da tarde deste sábado (27), o secretário de Saúde, Beto Preto, alertou, durante entrevista à “RPCTV”, que o estado tem apenas mais 17 ventiladores pulmonares disponíveis.

A falta desses equipamentos pode fazer com que o estado seja impedido de aumentar o número de leitos de UTIs caso seja necessário – neste sábado 93% dos leitos estavam ocupados. “Hoje, a situação é crítica, se quisermos abrir mais oitocentos leitos de UTI que necessitem de respiradores, não teremos a possibilidade, pois restam apenas 17 ventiladores mecânicos em todo o estado”, disse o secretário.

Restrições

A fim de frear a disseminação da Covid-19, o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou, na sexta (26), novas medidas restritivas no estado. Uma das medidas foi a suspensão de todas as atividades não essenciais.

Outra decisão importante divulgada pelo governador foi o toque de recolher: as pessoas estão proibidas de circular em espaços e vias públicas, das 20 horas às 05 horas. Além disso, as aulas presenciais em toda rede pública e particular também foram suspensas. As medidas começaram a valer neste sábado e vão irão vigorar até o próximo dia 08 de março.

Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram para acompanhar todas as notícias!

Leia Também:

2 Comentários
  1. Marcio Roberto Diz

    Gostei das postagens e salvei seu link aqui nos Favoritos!
    Quero te convidar para conhecer meu blog também…
    Pesquisa no google por ‘TrafegoPago . Blog . Br’ (tudo
    junto) lá eu posto várias dicas sobre Marketing Digital. E
    com certeza você poderá conseguir centenas de novos
    visitantes reais seguindo nossas orientações! E se eu puder
    te ajudar de alguma outra forma adicional, entra em
    contato comigo pelo email.

  2. […] nesta segunda-feira (01), que foi vítima de agressões por defender o lockdown em Toledo, no Paraná. O infectologista José Eduardo Mainart Panini relatou, em uma rede social, ter sido vítima de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.