Covid-19: São Paulo planeja compra de 9 milhões de kits intubação

Consumo mensal gira em torno de 3,5 milhões de kits

0

O secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, anunciou nesta sexta (30) que o estado planeja uma compra internacional de 9 milhões de kits intubação para pacientes com Covid-19 em estado grave. Escassos devido ao avanço da pandemia, os kits são compostos por sedativos, analgésicos e bloqueadores musculares.

Em abril, o governo paulista enviou ofícios ao Ministério da Saúde pedindo auxílio para adquirir kits intubação, dizendo que a alta dos preços dificultava a compra pelos estados. No Brasil, os medicamentos que compõe os kits registraram alta de até 400%.

“A secretaria de Estado da Saúde está terminando um chamamento junto aos municípios, no qual os municípios da Grande São Paulo e a cidade de São Paulo estão inclusos, para a aquisição dos kits intubação numa compra internacional. Estima-se a compra de 9 milhões de doses desses produtos, lembrando que consumo médio mensal gira em torno de 3,5 milhões para dar a garantia e a segurança de que todos os 645 municípios sejam adequadamente assistidos”, informou o secretário.

Nova remessa de doses da CoronaVac

A declaração foi dada durante a entrega de 420 mil doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde, no Instituto Butantan, na capital paulista. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também esteve presente e falou com a imprensa.

“Com esta remessa, temos um total de 42 milhões e 50 mil doses da vacina do Butantan. Na próxima quinta-feira, entregaremos mais 1 milhão de doses”, disse Doria.

O governador também disse que os detalhes sobre o cronograma de imunização de pessoas com comorbidades serão informados na próxima quarta-feira (5). A previsão é que essa etapa da imunização contra Covid-19 no estado de São Paulo comece no dia 10 de maio.

Inicialmente serão vacinados pacientes com problemas renais em tratamento de diálise, transplantados que usam medicamentos imunossupressores e pessoas com síndrome de down. Segundo estimativa do governo, o grupo é composto por 120 mil pessoas de 18 a 59 anos.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.