COVID-19: quais são as capitais com mais condições de reabertura e enfrentamento da doença?

Dentre as mais capacitadas está João Pessoa

0

Quando se trata de flexibilização do isolamento social, sempre surge a discussão sobre quais cidades estão mais capacitadas. Para tanto, uma das mais cotadas é Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, que já tem comércios funcionando.

Contudo, uma análise completa feita pelo aplicativo Falcovid mostra com mais detalhes quais são os municípios que apresentam estrutura mais confiável para permitir uma flexibilização sem que a população corra riscos mais sérios de contágio pelo coronavírus.

A primeira delas é Florianópolis, capital de Santa Catarina; não podia ser diferente, uma vez que a Secretaria Municipal de Saúde não registra óbitos decorrentes de COVID-19 há mais de trinta dias. Logo depois, vem Belo Horizonte, sendo seguida por João Pessoa (capital da Paraíba).

O aplicativo Falcovid também traz uma classificação dos Estados com relação à sua capacidade de flexibilizar o isolamento. O primeiro deles é Minas Gerais (com 306 mortes confirmadas) e o segundo é Santa Catarina (com 152 mortes confirmadas).

Avaliando a quantidade de mortes por coronavírus em cada Estado, pode parecer que a classificação feita pelo aplicativo não faz muito sentido. Porém, outros critérios também são levados em consideração, inclusive a adesão ao isolamento social e a quantidade de vagas que os hospitais municipais e estaduais têm em suas UTI e enfermarias.

Como fica Rio de Janeiro e São Paulo

Tanto Rio de Janeiro quanto São Paulo estão sempre nas notícias por causa da perspectiva de conseguir flexibilização do isolamento e também devido ao número alto de mortes.

De acordo com o app Falcovid, tanto as suas respectivas capitais quanto os Estados como um todo, ainda estão longe de ter condições ideais para uma flexibilização.

A cidade do Rio estaria em vigésimo sétimo lugar e a capital paulista estaria em nono lugar. Com relação à unidade federativa, Rio de Janeiro está em vigésimo sexto lugar (são 6.010 mortes confirmadas), enquanto São Paulo está em décimo primeiro lugar (são 8.276 mortes confirmadas), lembrando que a adesão dos paulistas ao isolamento sempre foi baixa.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.