Covid-19: Plano de reabertura do Rio de Janeiro depende da vacinação, diz secretário de Saúde

Medidas restritivas foram prorrogadas até o dia 9 de agosto

0

Na manhã desta sexta (30), na apresentação do 30º Boletim Epidemiológico do Rio de Janeiro (RJ), o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, disse que o plano de reabertura da capital fluminense depende da adesão da população à vacinação contra a Covid-19, além da evolução positiva do cenário epidemiológico na cidade.

Ontem (29), o prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou o calendário que prevê o fim gradual das restrições contra Covid-19 no Rio de Janeiro. Por enquanto, nenhuma medida restritiva foi retirada e a cidade segue em alerta contra o novo coronavírus.

“Todas as medidas restritivas estão prorrogadas até o dia 9 de agosto. Nesse momento, nada muda. É obrigatório a utilização de máscara, o distanciamento social. É importante que todos colaborem até o mês de setembro, temos agosto inteiro pela frente sem alteração. A gente pretende no mês de setembro avançar no plano da redução das medidas restritivas. Isso só vai acontecer se o cenário epidemiológico se mantiver, para isso, as pessoas precisam se proteger e evitar exposição desnecessária.”, disse Soranz.

Vacinação de jovens contra Covid-19 é desafio no Rio

De acordo com o secretário, até setembro o maior desafio é avançar na vacinação de jovens contra a Covid-19. Para isso, a prefeitura fará uma busca ativa para acelerar a imunização de pessoas dessa faixa etária.

“De uma maneira geral, a juventude é bastante ansiosa e, por não ser o público que corre mais risco durante a pandemia, ela acaba baixando a guarda e tendo uma resistência maior à vacinação. Por isso, a gente reforça o recado da importância de os jovens se vacinarem em massa durante agosto para que, em setembro, a gente consiga retomar um pouco, nesse novo normal”, afirmou.

Até esta quinta-feira (29), no total, 3,7 milhões de pessoas tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19, o que corresponde a 57,8% da população. Já o percentual de pessoas com esquema vacinal completo é de 25,3% (1,56 milhão).

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.