Covid-19: ministro da Saúde pede que brasileiros tomem a segunda dose da vacina

Queiroga relembrou que a maior parte das vacinas já desenvolvidas e autorizadas em todo o mundo contra a Covid-19 é administrada em duas doses

0

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pediu, durante um pronunciamento em rede nacional, que os brasileiros que já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 não deixem de procurar os centros de imunização a fim de que a segunda aplicação da vacina seja feita.

A declaração foi dada na noite desta quarta-feira (28), sendo feita em tom de apelo. “Dirijo-me em especial aos brasileiros que estão com a segunda dose em atraso. Peço que busquem os postos de vacinação para tomar a segunda dose, pois a sua imunização só estará completa após a conclusão do esquema vacinal”, afirmou o ministro.

Ainda de acordo com ele, a atual previsão do governo federal é de que toda a população adulta do Brasil receba a primeira dose até setembro. Já a segunda dose deverá ser aplicada em todos os brasileiros até o final deste ano.

No discurso, Queiroga relembrou que a maior parte das vacinas já desenvolvidas e autorizadas em todo o mundo para o enfrentamento à Covid-19 é administrada em duas doses. Hoje, somente o imunizante da Janssen é de dose única.

Por conta disso, governos e cientistas do mundo inteiro estão dizendo sobre a necessidade de que as duas doses sejam aplicadas. Além disso, eles ainda alertam para a necessidade de um reforço, isto é, uma terceira dose, assim que esta primeira rodada de imunização chegar ao fim.

Queiroga relembrou que a maior parte das vacinas já desenvolvidas e autorizadas em todo o mundo contra a Covid-19 é administrada em duas doses.
Queiroga relembrou que a maior parte das vacinas já desenvolvidas e autorizadas em todo o mundo contra a Covid-19 é administrada em duas doses. (Foto: reprodução)

Ministro fala em sucesso da gestão

Para Queiroga, o Brasil pode se orgulhar da campanha de vacinação – o país aplicou as duas doses do imunizante em somente 18% da população e, assim como publicou o Brasil123 mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro é considerado o segundo pior líder durante os tempos de pandemia.

“Cem milhões de brasileiros tomaram ao menos uma dose. […] Com mais de 63% da população adulta vacinada com a primeira dose, registramos uma queda expressiva de 40% no número de casos e óbitos em apenas um mês”, declarou Queiroga.

Vacinação no Brasil

De acordo com os dados divulgados pelo consórcio dos veículos de imprensa nesta quarta, cerca de 98 milhões de brasileiros receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, o equivalente a 46% da população. Destas, 39 milhões, o que correspondem a 18,65% da população, já receberam a segunda dose da vacina ou o imunizante em dose única.

Leia também: Covid-19: Saúde avalia 3ª dose de vacina para quem tomou CoronaVac

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.