Covid-19 faz mais de 2 milhões de vítimas em todo o mundo

Os Estados Unidos lideram a contagem de mortes, e em segundo lugar está o Brasil, diz estudo norte-americano

0

Em todo o mundo, as mortes pela Covid-19 já superaram a marca dos 2 milhões. Essa informação foi repassada mediante uma contagem realizada pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Segundo os dados disponibilizados na última sexta-feira (15), o número de mortes pela Covid-19 estava em 2.002.468, já os casos confirmados eram 93.518.182.

Esses dados se mostram preocupantes, tendo em vista que sete meses foram necessários para alcançar o primeiro milhão de pessoas mortas pela doença e, em contrapartida, apenas quatro meses para alcançar o segundo milhão.

Com 23,3 milhões de casos e 390.195 falecidos, os Estados Unidos se mantêm como o país mais arrasado pela pandemia. Em segundo lugar, quanto ao número de contágios, aparece a Índia, com 10,5 milhões de pessoas contagiadas, sendo que já são mais de 150 mil mortes. Contudo, em se tratando de vítimas mortais, é o Brasil que está em segundo lugar, com mais de 200 mil mortes e pouco mais de 8 milhões de contagiados pelo novo coronavírus.

Segundo os dados postados pela universidade americana, o México se encontra em quarto lugar quanto ao número de mortes pela Covid-19, somando 137.916 vítimas, seguido pelo Reino Unido (87.448), Itália (81.325), França (70.088), Rússia (63.558), Irã (56.521), Espanha (53.314) e Colômbia (47.491).

Nova variante do coronavírus é identificada no Brasil

Os pesquisadores estão chamando a atenção, nos últimos dias, para o surgimento de uma nova variante do novo coronavírus, em Manaus, capital do Amazonas. Segundo um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP), trata-se de um vírus com maior potencial de transmissão e reinfecção. Na última semana, os outros países foram notificados pelo Ministério da Saúde sobre essa nova cepa encontrada no país.

Certamente, essa situação é motivo de preocupação mundial e, diante disso, no último sábado,16, o governo da Itália já proibiu os voos oriundos do Brasil. Da mesma forma, todas as pessoas que estiveram no Brasil, necessitarão realizar testes antes de ingressarem no país. “Qualquer pessoa que já esteja na Itália e que venha desse país deve fazer um teste para a Covid-19 e entrar em contato com as autoridades de saúde”, informou Roberto Speranza, ministro da saúde da Itália. Além da Itália, o Reino Unido também proibiu voos do Brasil, na última semana.

Segundo pesquisadores da USP, essa nova linhagem do coronavírus possui mutações genéticas capazes de potencializar a transmissão, bem como favorecer a reinfecção. Diante disso, é compreensível a preocupação internacional em relação aos voos saindo do Brasil.

Essas mutações já eram esperadas, tendo em vista que os vírus costumam sofrer mutações com frequência. Entretanto, é motivo de alerta para todo o mundo, sendo ainda mais importante que todos mantenham os cuidados necessários e recomendados pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.