Covid-19: farmacêutica AstraZeneca reconhece erro durante testes

4

A conclusão e aprovação dos testes da vacina contra a Covid-19, desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca foram bastante comemoradas. O imunizante além de eficaz é também muito barato, característica que destoa das outras vacinas em produção ao redor do mundo.

No entanto, a partir da divulgação dos resultados preliminares, a AstraZeneca reconheceu a ocorrência de um erro importante durante os estudos. De acordo com a declaração, uma dose incorreta foi transmitida a alguns pacientes, o que poderia alterar de modo significado os resultados concernentes à eficácia.

Portanto, uma bateria de exames adicionais será realizada. Seja como for, a confiança no imunizante e nas pesquisas da farmacêutica decaiu.

A perda de credibilidade da vacina contra Covid-19

“Acho que eles [a AstraZeneca] realmente prejudicaram a confiança em todo o seu programa de desenvolvimento”, disse Geoffrey Borges, analista do banco de investimentos SVB Leerink.

Michele Meixell, comunicou em nome da AstraZeneca que os ensaios laboratoriais “foram feitos obedecendo os padrões mais elevados”.

Contudo, não é o que pensa as autoridades dos EUA e, de acordo com matéria publicada nesta quinta-feira, dia 26, na Folha de São Paulo, o diretor da iniciativa federal afirmou que os resultados não incluem as pessoas mais velhas.

Em entrevista, Menelas Pangalos, executivo da AstraZeneca, defendeu os procedimentos de pesquisa da farmacêutica e alegou que a alteração na dosagem foi cometida por uma empresa terceirizada. Porém, foi uma decisão conjunta de continuar com os estudos em face da urgência imposta pela Covid-19.

Entretanto, em face as disputas políticas em torno da vacina e da pandemia, no Brasil e nos EUA, o problema da credibilidade do imunizante pode aprofundar.

Na última quarta-feira, dia 25, o procurador-geral da República, Augusto Aras, declarou que estados e municípios têm o poder e o direito constitucional de obrigar a vacinação contra o Covid-19. Porém, um caso como o da AstraZeneca pode ser prejudicial ao recair sobre a opinião pública e, por consequência, reforçar o discurso de grupos antivacina.

Leia Também:

4 Comentários
  1. […] Covid-19: farmacêutica AstraZeneca reconhece erro durante testes […]

  2. […] Leia também: Covid-19: farmacêutica AstraZeneca reconhece erro durante testes – Brasil123 […]

  3. […] anúncio feito nesta sexta-feira (10) revelou que o laboratório britânico AstraZeneca e a Rússia realizarão testes clínicos em conjunto, a fim de combinar vacinas contra a Covid-19. […]

  4. […] seu boletim mais recente, a Anvisa revelou que tanto BioNTech-Pfizer, quanto AstraZeneca, entregaram os resultados parciais dos estudos de fase 3, que é a última etapa, nos últimos dias […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.