Correios: entregas estão normais, mesmo com greve

Mesmo com paralisação parcial, entregas estão praticamente normais em todo o país. Empresa aguarda decisão da Justiça

1

Apesar de parte dos trabalhadores dos Correios estar em greve, desde 17/08, a empresa registra que a entrega de encomendas está em dia no país.

Enquanto isso, os Correios aguardam decisão da Justiça sobre a paralisação. Saiba mais!

Greve nos Correios

De acordo com os Correios, já houve tentativas de negociação. Assim, a empresa afirmou hoje (15/09), que aguarda decisão da Justiça. No caso, para normalizar as atividades operacionais.

Conforme nota divulgada pela empresa estatal, as negociações vêm sendo feitas desde julho. Além disso, a empresa afirma que visa preservar a saúde financeira da estatal. De acordo com nota, “adequação à realidade do país”.

Assim, a decisão da Justiça sobre a greve e dissídio coletivo acontecerá na próxima segunda-feira (21/09).

Também em comunicado oficial dos Correios, o termo da empresa visa a retomada regular das atividades. Além disso, a empresa alega que a greve põe em risco a economia aplicada.

“É evidente, portanto, que não há margem para propostas incompatíveis com a situação econômica atual da instituição e do país. O que exclui de qualquer negociação a possibilidade de conceder reajustes.”, registra a nota dos Correios.

 

greve correios

O lado dos trabalhadores em greve

Por outro lado, conforme a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect), parte dos trabalhadores decidiu aderir à greve. No caso, em protesto contra a proposta de privatização da estatal.

Além disso, eles exigem a manutenção de benefícios trabalhistas. Os funcionários pedem, também, reajustes salariais aos quais teriam direito.

A Fectect alega que direitos não são privilégios…

“Nossa greve é legal. Por isso, não estamos abandonando empregos. Estamos garantidos juridicamente com nossa mobilização e pela lei de Direito de Greve – que consta na Constituição Federal.”, diz nota da Federação que representa os trabalhadores dos Correios.

 

Saiba mais!

Entenda a mobilização dos trabalhadores dos Correios aqui!

 

 

Com informações da Agência Brasil  e da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares 
1 comentário
  1. […] Mas a batalha de narrativas não para por aí. A FENTECT afirma que mais de 70% do efetivo de trabalhadores está na paralisação neste momento. Os Correios, por outro lado, afirmam que apenas 18% dos trabalhadores aderiram ao movimento grevista… […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.