Corpo de padre é encontrado dentro de uma casa

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o corpo do padre já estava, pelo menos, há dois dias no local e em considerado estado de decomposição

0

A Polícia Civil encontrou na manhã de ontem, domingo (03), em Santarém (PA), o corpo do José Ronaldo Brito, de 37 anos, que era padre da Paróquia Santo Antônio de Pádua, de Belterra, e coordenador da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Santarém.

Leia também: Clínicas particulares negociam compra de 5 milhões de vacinas indianas contra Covid-19

Em nota, a Polícia Militar (PM), disse que agentes da entidade foram acionados para atender a ocorrência por volta das 12h. “Quando os policiai militares chegaram, a Polícia Civil já tinha feito os primeiros levantamentos e acionado a perícia para descobrir o que aconteceu”, disse a nota.

Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o corpo do padre já estava, pelo menos, há dois dias no local e em considerado estado de decomposição. Conforme explicou o perito criminal, Elinaldo Silva, na análise preliminar não foi encontrado nenhum ferimento no padre, nem de faca, nem feito à bala.

Corpo de padre é encontrado dentro de uma casa
Segundo o Instituto Médico Legal (IML), o corpo do padre já estava, pelo menos, há dois dias no local e em considerado estado de decomposição. (Foto: reprodução)

Ainda de acordo com ele, foi feita uma busca geral em todo o ambiente e coletados os materiais para análise posterior.  Agora, o corpo deve passar por uma análise mais minuciosa, visto que, apesar de não ter ferimentos ou algo do tipo, o padre estava bastante ensanguentando.

“Existe o relato de que o padre era tinha problemas cardíacos, de pressão arterial, isso tudo deve ser analisado para ajudar as autoridades a elucidarem esse caso”, explicou o perito.

O corpo de padre Ronaldo foi encontrado no chão do quarto, e havia sangue em cima da cama. Na casa, segundo o IML, houve uma “comemoração”, e havia pratos sujos, o que indica que a vítima esteve acompanhada.

O caso está sob investigação da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil. Em nota, a Arquidiocese de Santarém lamentou o ocorrido, pediu orações pela alma do vigário e disse que mais informações relacionadas a esse fato devem ser divulgadas em breve.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.