Corpo de Bombeiros confirma 10 mortos em Capitólio

Com isso, ao todo, dez pessoas morreram após a tragédia em Capitólio - sete delas haviam sido encontradas ainda no sábado

0

Terminou neste domingo (09) as buscas por pessoas em Capitólio, Minas Gerais, onde, no sábado (08), uma pedra caiu no Lago de Furnas e acabou atingindo quatro embarcações que tinham, ao todo, 35 pessoas.  Neste domingo, revelou o Corpo de Bombeiros, foram encontradas as últimas vítimas fatais do acidente.

Com isso, ao todo, dez pessoas morreram após a tragédia, sendo que sete delas haviam sido encontradas ainda no sábado. Segundo o Corpo de Bombeiros, todos os mortos estavam na mesma lancha chamada “Jesus”.

Essas vítimas, apurou a corporação, que estavam hospedados em um rancho em São José da Barra, Minas Gerais, eram familiares e amigos uns dos outros.

Agora, as equipes de buscas não trabalham mais com a possibilidade de desaparecidos, mas continuam os trabalhos em busca de outros fragmentos. Por conta do acidente, o Governo de Minas Gerais decretou luto oficial de três dias em todo o estado.

O deslizamento em Capitólio aconteceu neste sábado e deixou, de acordo com o Corpo de Bombeiros, pelo menos uma pessoa morta.
O deslizamento em Capitólio aconteceu no sábado e culminou em dez mortes. (Foto: reprodução)

Indenização pelo acidente em Capitólio

Neste domingo, durante entrevista ao canal “CNN Brasil”, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), afirmou que as vítimas do desabamento em Capitólio devem ser indenizadas. Apesar disso, ele não especificou quem teria sido diretamente o responsável pelo fato.

“É uma área de visitação pública. É como se no Rio de Janeiro rolasse uma pedra do Pão de Açúcar e atingisse alguém. Só que, neste caso, estamos falando de uma área sob jurisdição da Marinha. É algo que teremos que analisar”, começou.

“Essas vítimas com certeza têm direito a alguma reparação, mas o responsável não tenho condição de responder. Não sei se é uma propriedade privada ou de Furnas. Há uma série de interrogações ainda a responder”, completou o governador.

Chuvas em MG

Romeu Zema iria visitar Capitólio neste domingo, mas, por conta do mau tempo, sua viagem precisou ser cancelada. Hoje, o estado vem sofrendo por conta de deslizamentos, pessoas ilhadas, desabamentos e mortes.

De acordo com o boletim da Defesa Civil Estadual, divulgado neste domingo, 138 cidades mineiras estão em situação de emergência. Segundo o órgão, foram seis mortes desde outubro, o início do período chuvoso no estado. Ainda conforme a entidade, no próximo boletim, ao menos duas mortes deverão ser incluídas nesta triste contagem.

Leia também: PRF pede para que pessoas evitem viajar para MG

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.