Coronavírus tem mais força em pessoas com falta de vitamina D

Veja o poder da vitamina D contra o coronavírus e onde ela pode ser encontrada com a finalidade de dar mais imunidade ao corpo.

0

Pesquisadores da Universidade de Medicina de Chicago, nos EUA, elaboraram um estudo que mostra que pessoas com deficiência nos níveis de vitamina D acabam tendo mais chances de contrair o novo coronavírus (Covid-19).

Para essa análise foram testados 489 pacientes, onde os pesquisadores descobriram que quem tinha deficiência de vitamina D apresentava quase duas vezes mais chance de testar positivo para o coronavírus, em comparação com pacientes que tinham níveis suficientes da vitamina.

Mas, porque isso acontece? Veja abaixo

Saiba a importância da vitamina D no combate ao coronavírus

Coronavírus tem mais força em pessoas com falta de vitamina D
Coronavírus tem mais força em pessoas com falta de vitamina D – Foto: Ativos / Internet

A vitamina D é importante para a função do sistema imunológico, e os suplementos de vitamina D já se mostraram capazes de reduzir o risco de infecções virais do trato respiratório.

Para comprovar os resultados das pesquisas, foi necessário realizar estudos experimentais para indicar se a suplementação de vitamina D pode reduzir o risco e a gravidade da Covid-19.

Um artigo escrito por membros da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) vai no mesmo caminho.

Nele, os pesquisadores dizem que a deficiência de vitamina D pode aumentar o risco de doenças agudas e infecções respiratórias.

Fontes de vitamina D

Saiba abaixo onde encontrar vitamina D, dando mais força ao corpo contra o coronavírus:

Banho de sol – Os raios ultravioleta B são ativadores da vitamina D na pele. Por isso, é recomendado tomar banho de sol três vezes na semana, por 20 minutos, sem filtro solar, antes das 10h. Cerca de 80% da vitamina D que desenvolvemos vem do sol.

Suplementação – Se seu exame de sangue apontar insuficiência nos níveis de vitamina D, seu médico deverá recomendá-lo a suplementação com ingestão diária de até 2 mil unidades (a cápsula vem com a concentração) da substância.

Derivados do leite – O consumo de alimentos como queijos e iogurtes ajuda na obtenção de vitamina D. Junto com o cálcio, a substância realiza um excelente trabalho na manutenção óssea do corpo.

Peixes e ovos – O atum, a sardinha e o salmão possuem boas quantidades de vitamina D. O óleo de fígado do bacalhau também pode ser fonte da substância. A gema do ovo também possui vitamina D. No entanto, seu consumo deve ser moderado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.