CoronaVac: Butantan recebe insumos para mais 20 milhões de doses da vacina

Governo de São Paulo antecipa calendário de vacinação pela quarta vez

0

Na madrugada desta terça-feira (13), o Instituto Butantan recebeu 12 mil litros de insumos que servirão para produzir mais 20 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech e envasada pelo instituto no Brasil.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), acompanhou a chegada dos insumos importados da China hoje no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP).

De acordo com Doria, o carregamento iria direto para o Instituto Butantan, onde os insumos serão envasados e entregues ao Ministério da Saúde, que fará a distribuição aos demais estados brasileiros.

“Insumos para a produção de mais 20 milhões de doses da vacina já em solo brasileiro. Daqui do Aeroporto de Guarulhos, vão direto para a produção e envase no Instituto Butantan, e depois para o braço dos brasileiros. Doses de esperança! #VacinaPraTodos”, postou Doria no Twitter.

SP compra milhões de doses da CoronaVac e antecipa calendário de vacinação

Com a chegada de mais vacinas, o governo de São Paulo antecipou novamente o calendário de imunização contra a Covid. É a quarta vez que o cronograma é alterado e agora todos os adultos devem ser vacinados com ao menos uma dose até 20 de agosto.

Além de anunciar o novo calendário, no domingo, Doria também afirmou que a vacinação de adolescentes em São Paulo deve começar no dia 23 de agosto. No entanto, a imunização de tal grupo etário ainda não foi autorizada pelo Ministério da Saúde.

Novo calendário de vacinação no estado de São Paulo:

  • 37 a 39 anos: de 8 a 14 de julho;
  • 35 e 36 anos: de 15 a 18 de julho;
  • 30 a 34 anos: de 19 de julho a 4 de agosto;
  • 25 a 29 anos: de 5 a 12 de agosto;
  • 18 a 24 anos: de 13 a 20 de agosto.

Apesar do calendário estadual, os municípios não precisam seguir o cronograma à risca, cabendo aos prefeitos e autoridades de saúde locais decidirem como será a vacinação nas cidades.

Segundo o governo paulista, a antecipação do calendário só foi possível por conta da compra de 30 milhões de doses da CoronaVac para uso exclusivo em São Paulo. Desse total, 2,7 milhões de doses foram importadas prontas da China e chegaram ao estado na última quarta-feira (7).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.