Coreia do Norte testa dois mísseis balísticos no mar do Japão

2

A Coreia do Norte testou dois mísseis balísticos de curto alcance no Mar do Japão nesta quinta-feira (25), violando resoluções anteriores da ONU. O teste foi considerado a primeira grande provocação do regime norte-coreano aos Estados Unidos desde que Joe Biden assumiu o cargo, em janeiro.

Coreia do Norte e as armas nucleares
Desfile militar na Coreia do Norte (Foto: arquivo)

“O primeiro lançamento em pouco menos de um ano representa uma ameaça à paz e à estabilidade no Japão e na região”, afirmou Suga Yoshihide, o primeiro-ministro japonês. O Japão apresentou um protesto formal sobre os lançamentos por meio de sua embaixada na China. De acordo com um relatório do Japão, cada míssel voou cerca de 420 e 430 quilômetros, respectivamente, antes de cair no mar.

O lançamento do míssil balístico foi realizado poucos dias depois de outro teste realizado pela Coreia do Norte, que envolveu dois mísseis de cruzeiro. O evento já foi percebido como um alerta, embora menos grave, porque os testes de mísseis de cruzeiro não são uma violação das resoluções das Nações Unidas.

Tensões na Ásia

Após os lançamentos desta quinta-feira, China e Rússia enfatizaram a necessidade de paz e estabilidade na península coreana. O governo Biden, por sua vez, que está revendo a política dos EUA com Coreia do Norte, minimizou os lançamentos, dizendo que os EUA continuavam abertos a negociações com o país asiático.

A Coreia do Norte fez rápido progresso em suas capacidades bélicas sob o líder Kim Jong Un. No entanto, não testou uma arma nuclear ou mísseis balísticos intercontinentais de maior alcance desde 2017, um ano antes de uma cúpula sem precedentes entre o  Kim Jong Un e o ex-presidente dos EUA, Donald Trump.

Leia mais: Diplomatas da Rússia usam carrinho empurrado à mão para sair da Coreia do Norte

5/5 - (1 vote)

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.