Conheça os parasitas mais comum em gatos

2

Primeiramente, antes de conhecermos os parasitas, seus tratamentos e precauções, devemos entender o que eles realmente são. De acordo com alguns médicos-veterinários, eles são organismos que vivem em associação com outros dos quais retiram meios para sua própria sobrevivência. Normalmente, prejudicamo organismo do hospedeiro.

Pode-se dizer que os parasitas não têm uma raça especifica ou um porte determinado. Contudo, eles atacam qualquer tipo de animal – gatos, cães, e alguns chegam a atacar até mesmo os seres humanos. Mas, nem todos podem chegar a contaminar os membros da família, alguns parasitas sobrevivem apenas nos animais.

Malefícios dos parasitas em gatos

Neste sentido, os parasitas sempre acabam prejudicando o hospedeiro, deixando ele com infecções ou doenças. Os médicos explicam que os parasitas de gatos são divididos em parasitas externos: são encontrados no exterior do corpo do animal, como a pele e pelos; por exemplo a pulga e carrapatos. Também os parasitas internos: que são encontrados no interior do corpo do animal em diferentes órgãos; por exemplo, a lombriga e a giárdia. Ainda temos os parasitas do sangue, encontrados alojados no sangue do animal hospedeiro. Por exemplo, temos o parasita causador da doença do carrapato.

Então, cada um desses parasitas tem uma atuação diferente no animal. Podem ter diversas formas de apresentação e danos. Agora, veja abaixo alguns parasitas que são muito comuns nos gatos:

Pulga, um dos parasitas mais comuns

Antes de mais nada, a pulga causa coceira, alergias, anemias e outras doenças. Portanto, seu tratamento é feito com banhos e remédios antipulgas, como o pipetas ou alguns comprimidos. Para prevenir que seu pet tenha pulga, você precisa higienizar de forma regular o próprio animal e também seus acessórios.

Veja como proteger seu pet desse mal aqui.

Ácaros como parasitas da casa

Os ácaros também trazem graves problemas como a coceira, otite e perda da audição. Seu tratamento é feito com a aplicação de acaricidas e higienização. Para evitar os ácaros é recomendado a higienização regularmente e também a diminuição do acesso à rua.

Vermes redondos

Os parasitas conhecidos como vermes redondos apresentam perigos como obstrução intestinal, desnutrição e problemas digestivos. O tratamento para esses vermes é feito com uma administração rígida de remédios específicos. Por isso, os veterinários recomendam a realização da higienização regular do pet e do ambiente para evitar os vermes redondos.

Vermes chatos

Esse verme traz grande perigo ao intestino do animal. Os parasitas ficam no sistema digestório e passam a se nutrir dos alimentos que o gato ingere. Esse verme é muito perigoso e podem não apresentar sinais claros. Então, o animal infectado pode ficar com irritação e se coçando. Em alguns casos, o pet pode sofrer diarreia.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.