Confira o cronograma atualizado da prova de vida 2021 do INSS agora mesmo

Procedimento começou a ser feito nesse mês de junho

0

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) devem, obrigatoriamente, realizar a prova de vida relativa a 2021 para que os seus benefícios não sejam bloqueados. Em 2020 o bloqueio por falta do procedimento foi cancelado, mas a obrigatoriedade voltou em 2021.

Assim sendo, o INSS divulgou um cronograma específico para que os atendidos façam o processo e não tenham problemas com seus respectivos pagamentos.

Confira o cronograma atualizado da prova de vida 2021 do INSS agora mesmo
Confira o cronograma atualizado da prova de vida 2021 do INSS agora mesmo – Imagem: Divulgação UOL

Cronograma da prova de vida 2021 do INSS

De acordo com o Governo Federal, cerca de 36 milhões de beneficiários do INSS devem realizar a prova de vida anualmente para continuar a receber seus benefícios. O procedimento serve para evitar fraudes e garante a manutenção do pagamento ao participante.

Tendo isso em vista, desde de março de 2020, o INSS suspendeu a obrigatoriedade da prova de vida e continuou pagando os benefícios, devido à pandemia pelo novo Coronavírus. Seguindo o cumprimento da Portaria 1.299, a rotina de bloqueio de benefícios por falta de prova de vida seguirá o cronograma determinado de acordo com o mês em que venceu a realização da última prova de vida; confira:

  • Competência de vencimento da prova de vida: março e abril de 2020 – competência da retomada da rotina – junho de 2021;
  • maio e junho de 2020 – julho de 2021;
  • julho e agosto de 2020 – agosto de 2021;
  • setembro e outubro de 2020 – setembro de 2021;
  • novembro e dezembro de 2020 – outubro de 2021;
  • janeiro e fevereiro de 2021 – novembro de 2021;
  • março e abril de 2021 – dezembro de 2021.

A previsão era de que o serviço voltasse em maio, mas foi adiada por mais um mês. Assim, o procedimento será feito de forma escalonada e tendo em vista o mês em que venceu a prova de vida do beneficiário. Ademais, as regras para a retomada do recadastramento foram publicadas ainda em maio, no Diário Oficial da União (DOU), por meio da Instrução Normativa (IN) 1.299.

Dito isso, a prova de vida não é feita no INSS. O beneficiário deve se dirigir ao mesmo banco em que recebe o benefício mensalmente.

Ademais, deve estar com um documento oficial com foto, cartão e senha do benefício. A prova de vida pode ser feita nos guichês de autoatendimento com ou sem a ajuda de algum funcionário.

Veja ainda: Auxílio emergencial 2021 retroativo pode pagar até R$ 3 mil; entenda projeto

Acompanhe as notícias do Brasil123, clique aqui.

Veja Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.