Confiança do empresário industrial recua em janeiro, aponta CNI

O nível do índice, divulgado pela CNI, indica elevada confiança

1

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) apresentou queda em janeiro deste ano, quando comparado a dezembro de 2020. A saber, o indicador caiu para 60,9 pontos, após o recuo de 2,2 pontos em relação ao mês anterior (63,1 pontos). Este valor indica otimismo dos empresários em relação ao desempenho da economia brasileira. Isso porque índices maiores que 50 pontos representam confiança empresarial. Dessa forma, seguindo esta mesma lógica, níveis inferiores a 50 pontos indicam falta de confiança.

Confederação Nacional da Indústria (CNI), responsável pelo levantamento, divulgou as informações nesta quarta-feira, dia 13.  

Em resumo, o ICEI registrou uma retração expressiva em abril devido à pandemia da Covid-19. À época, chegou a 34,5 pontos, nível mais baixo já registrado pela série histórica. Contudo, a partir de maio, o índice não voltou a cair. Os meses de julho, agosto e setembro registraram avanços de 6,8 pontos, 6,3 pontos e 4,6 pontos, respectivamente. Assim, o ICEI teve uma forte recuperação. Da mesma forma, o índice também cresceu em novembro, e manteve estabilidade em outubro e dezembro.

 

Entenda o ICEI 

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) dá sinais sobre os possíveis rumos que a produção industrial pode seguir. Assim, o ICEI funciona como um indicador que antecede e prevê o desempenho industrial. A saber, o levantamento de coleta das informações para o ICEI acontece de maneira conjunta com as Sondagens Industrial e Indústria da Construção. 

 

Empresários veem melhora nas condições dos negócios do Brasil 

Por fim, o levantamento da CNI também indicou que o empresário da indústria brasileira ainda vê melhora nas condições dos negócios do país. Apesar da queda de 2,8 pontos do Índice de Condições Atuais, que passou 59,5 pontos para 56,7 pontos, o indicador continua em um nível elevado, por estar acima de 50 pontos. Ao mesmo tempo, o Índice de Expectativas também mostra a permanência do otimismo do empresário. O indicador caiu 1,9 ponto e chegou a 63,0 pontos, mas continua mantendo o nível de confiança acima dos 50 pontos.

 

LEIA MAIS

Safra de grãos deve alcançar 254,1 milhões de toneladas em 2020, diz nova estimativa

Inflação medida pelo INPC sobe 1,46% em dezembro e acumula alta de 5,45% em 2020

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Confiança do empresário industrial recua em janeiro, aponta CNI […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.