Condenado por ataque tem pena de morte revogada em Boston

Dzhokhar Tsarnaev participou do ataque com bombas na Maratona de Boston. Seu recurso foi aceito e a pena de morte foi anulada

0

Está anulada a pena de morte de Dzhokhar Tsarnaev. Trata-se de um dos homens envolvidos com o ataque com bombas na Maratona de Boston em 2013. Na época, aquele atentado matou três pessoas e feriu mais de 260.

A pena de morte foi anulada porque um tribunal federal de anulações aceitou o recurso da defesa. O anúncio foi feito pelo próprio tribunal nesta sexta-feira (31). Dzhokhar participou do ataque de 2013 junto com o seu irmão, Tamerlan Dzhokhar .

Na época, os dois irmãos plantaram duas bombas caseiras na linha de chegada da corrida. As imagens das explosões correram o mundo na ocasião. Quando as bombas explodiram centenas de pessoas se feriram e várias perderam as suas duas pernas por causa do impacto.

Mas a revogação da pena de morte de Dzhokhar não significa uma absolvição. Isso porque ele seguirá cumprindo pena de maneira diferente. O tribunal de Boston explicou ainda que um juiz de uma instância inferior precisa realizar um novo julgamento sobre a necessidade desta pena máxima.

De acordo com o tribunal, as instâncias inferiores teriam falhado na formação do júri. Isso porque, entre os jurados, teriam existido pessoas com formação de opinião anterior ao julgamento. Ou seja, existiriam pessoas no júri que já consideravam Dzhokhar culpado antes mesmo do desenrolar do julgamento.

Caso em Boston

Dzhokhar Tsarnaev é o único homem que está sendo julgado pelo atentado com bombas na Maratona de Boston. Isso porque o seu irmão morreu alguns dias depois em um tiroteio com a polícia local.

Neste tiroteio, os dois irmãos mataram um policial a tiros em uma cena que foi retratada depois em filmes para o cinema. Até a publicação desta matéria, a defesa de Dzhokhar Tsarnaev não tinha se pronunciado sobre a decisão do tribunal de revogar a pena de morte do homem acusado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.