Comerciantes criticam novas restrições nos feriados em São Paulo

Todo o estado vai para a fase vermelha nos feriados de natal e ano novo. Assim, muita gente não vai poder trabalhar

1

Trabalhadores de São Paulo usaram as redes sociais para criticar duramente as novas restrições de atividades nos feriados de fim de ano no estado. São Paulo vai voltar para a fase vermelha no natal e no ano novo.

De acordo com as regras, só os serviços essenciais funcionam nessas datas. E por serviço essencial entenda hospital, posto de gasolina, supermercado e farmácias. Todo o resto vai voltar a fechar nessas duas datas.

O fechamento do natal vai acontecer entre os dias 25 e 27 de dezembro e o de ano novo acontece entre os dias 1 e 3 de janeiro. A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping afirmou que essa é uma decisão ruim para os trabalhadores.

De acordo com a associação essas são justamente datas em que as lojas costumam lucrar. Era portanto o momento de tentar melhorar a situação de um ano ruim. Com o fechamento, a associação não descarta que aconteçam novas demissões de pessoas que trabalham no comércio.

Ainda de acordo com a associação, mesmo a parada de janeiro é ruim em São Paulo. Isso porque as pessoas costumam comprar muito nos primeiros dias do ano. São também datas onde muita gente volta para as lojas para realizar trocas de mercadorias.

Restrições nos feriados

Mas os especialistas em saúde pública concordam com a paralisação em São Paulo. Na verdade, eles até afirmam que a paralisação deveria ser maior. No geral, infectologistas afirmam que o ideal seria parar por 15 dias para tentar conter a contaminação.

De acordo com dados do próprio Governo de São Paulo, o estado registrou 10.383 novos casos do coronavírus nas últimas 24 horas. Além disso, foram 181 novos óbitos. O crescimento, ainda segundo especialistas, deverá ser maior e mais assustador no mês de janeiro.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.