Com um a menos, Vasco segura o Brusque e vence fora de casa pela Série B

Time catarinense pressionou muito na reta final, mas o gol não saiu

0

Em um dia para ser esquecido, o Brusque perder de 1 a 0 em casa para o Vasco na noite desta sexta-feira (24), no estádio Augusto Bauer, em Brusque, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Além disso, foi a primeira partida do time catarinense após a decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) de tirar três pontos da equipe pelo episódio de injúria racial contra Celsinho, do Londrina.

Outro fator importante da noite foi a volta da torcida no estádio, com a liberação do governo do estado. No entanto, muitos torcedores não respeitaram a obrigatoriedade do uso de máscaras.

Com o resultado do jogo, o Quadricolor, comandado pelo técnico Waguinho Dias, fica com 26 pontos, em 16º lugar, na mira dos times que estão na zona de rebaixamento, pois tem apenas um de vantagem sobre o Vitória, que abre o Z-4.

Por sua vez, o time cruzmaltino, comandado pelo técnico Fernando Diniz, se recuperou dos dois empates seguidos e foi a 37 pontos, ainda em sétimo lugar, mas vivo na briga pelo acesso.

Agora, na próxima rodada, o Vasco joga em casa contra o vice-líder Goiás, segunda-feira (26), a partir das 20h, em São Januário.

Enquanto isso, o Brusque joga na quarta-feira (29), quando visita o lanterna Brasil de Pelotas, a partir das 19h, no estádio Bento de Freitas.

O jogo

A primeira grande chance do gol foi do Brusque, aos 4min, quando Nonato chutou de fora da área e a bola passou à direita, com muito perigo.

Em seguida, aos 5min, após cobrança de escanteio fechado, a bola bateu no travessão, correu pela pequena área e sobrou para Nonato, que apenas rolou para o gol: 1 a 0. Mas, depois de três minutos de análise, o VAR anulou o lance.

Desta forma, a anulação frustrou o time da casa, que depois perdeu um pouco do pique, mas o Vasco também não conseguia jogar.

Embora o gramado estivesse em péssimas condições, os cariocas não conseguiam se impor na partida.

Antes do intervalo, aos 43min, o VAR chamou o árbitro, que expulsou Léo Mattos por cotovelada em Claudinho dentro da área.

Logo depois, aos 45min, Edu chegou a fazer um gol para o Brusque, mas havia impedimento na origem do lance e o gol foi anulado.

Etapa final

No segundo tempo, o Brusque foi para cima e teve uma grande chance logo aos 2min, quando o goleiro Vanderlei espalmou uma cabeçada perigosa.

No entanto, apesar da grande pressão inicial, foi o Vasco quem abriu o placar, mesmo com um homem a menos.

Após cruzamento da direita, ninguém cortou e Nenê, livre na segunda trave, mandou de pé esquerdo e fez 1 a 0, aos 10min.

Depois disso, o time da casa teve que aumentar ainda mais a pressão, pois a situação estava mais complicada.

Mas faltou qualidade ao ataque do time catarinense, que perdeu muitas chances e saiu de campo derrotado.

Leia também: Vila Nova vence o clássico contra o Goiás fora de casa pela Série B

Veja Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.