Cinco países fazem apelo por “eleições limpas em Hong Kong”

Cinco países aliados se reuniram e fizeram um anúncio de apelo para que Hong Kong permita que candidatos opositores participes das eleições

0

Cinco países aliados se reuniram e decidiram lançar um apelo conjunto para pedir por “eleições limpas em Hong Kong”. Os cinco países que fizeram esse apelo foram: Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Canadá.

Este documento foi assinado pelos chanceleres de cada um desses cinco países. Na carta, eles pedem que o governo de Hong Kong permita a participação de ativistas anti-China nas eleições marcadas para o próximo ano.

Recentemente, o governo central de Hong Kong anunciou que essas eleições seriam adiadas. O argumento utilizado pelas autoridades eleitorais era de que a pandemia do novo coronavírus atrapalharia o pleito.

Mas os principais ativistas afirmam que o adiamento seria uma tentativa de “intimidar a oposição”. Essa mesma oposição critica a famigerada lei de segurança para Hong Kong aprovada pelo Parlamento da China recentemente.

Esta lei permitiria que a China prendesse vários oposicionistas sobre o pretexto de que eles estariam agindo contra os interesses nacionais durante uma manifestação, por exemplo. O governo chinês nega esta alegada intimidação e tem reiterado que tudo isto se trata de um “assunto interno”.

Apelo dos cinco países

Seja como for, todos estes pontos são citados neste apelo dos cinco países. Eles afirmam que o adiamento das eleições para o ano de 2021 seria “desproporcional”. Eles afirmaram ainda que estão preocupados com “a injusta desqualificação de candidatos pelo governo de Hong Kong”.

De acordo com as informações oficiais, até a publicação desta matéria, ao menos 12 candidatos anti-China tinham sido desqualificados por autoridades eleitorais de Hong Kong. Ou seja, eles não poderão participar das eleições do próximo ano.

Até a publicação desta matéria, a China, ou mesmo as autoridades eleitorais de Hong Kong não tinham se pronunciado sobre este apelo dos cinco países aliados.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.