Cientistas da OMS chegam a Wuhan para investigar as origens do coronavírus

1

Uma equipe de dez cientistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) chegou a Wuhan, na China, nesta quinta-feira (14) para investigar as origens da pandemia de covid-19. A tão esperada investigação começará após meses de negociações entre a OMS e o governo chinês.

Antes disso, o país rejeitou a possibilidade de uma pesquisa independente sobre o coronavírus. Agora, o objetivo dos cientistas é verificar se o primeiro surto de coronavírus realmente se desenvolveu na cidade chinesa. 

Vários casos suspeitos de pneumonia foram observados pela primeira vez, em dezembro de 2019, que mais tarde foram relacionados ao “novo coronavírus”, classificado como SARS-CoV-2. 

Antes de iniciar as inspeções, a equipe passa por uma quarentena de duas semanas. Os cientistas então falarão com funcionários dos hospitais e institutos de pesquisa da cidade e também farão uma pesquisa sobre o mercado de peixes e animais selvagens de Wuhan. Isso porque se acredita que a infecção se originou de lá. 

Assim, será possível entender como a doença se espalhou e tentar prevenir situações semelhantes no futuro. Contudo, durante meses, a China argumentou que a pandemia não começou em seu país. 

Investigação em Wuhan

Dale Fisher, chefe da divisão da OMS que trata das atividades de intervenção relacionadas com a pandemia, explicou à BBC que esta investigação “não tem fins políticos nem pretende identificar um culpado, mas tem como objetivo investigar uma questão científica”. 

Fisher também disse que, de acordo com a grande maioria dos cientistas, o vírus foi um “evento natural”, excluindo origens artificiais que circulam há meses na forma de teorias da conspiração.

Por vários meses, a vida em Wuhan voltou a ser relativamente normal. Enquanto nas últimas semanas em algumas áreas da província chinesa de Hebei, onde fica a cidade a cerca de 300 quilômetros a sudoeste de Pequim, novos surtos de coronavírus foram identificados.

Por isso, as autoridades locais endureceram as medidas de segurança. O primeiro caso de morte relacionado à covid-19 nos últimos nove meses foi registrado nesta quinta-feira (14).

Leia Também:

1 comentário
  1. […] Leia também: Cientistas da OMS chegam a Wuhan para investigar as origens do coronavírus […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.