Cidadão ainda pode devolver Auxílio Emergencial pago indevidamente

Apesar de o Auxílio Emergencial ter chegado ao fim em dezembro, quem recebeu alguma parcela indevida ainda pode devolver dinheiro

0

O cidadão que recebeu o dinheiro do Auxílio Emergencial de forma indevida ainda pode devolver esse dinheiro para os cofres públicos. Mesmo depois do fim do programa, o site do Ministério da Cidadania que responde por essas devoluções segue no ar.

Assim, qualquer pessoa pode ir até ele, preencher os dados e devolver o dinheiro. Vale lembrar que nem todo mundo que recebeu esse dinheiro de forma indevida é necessariamente um criminoso. Isso porque o próprio Ministério pode registrar falhas e enviar o dinheiro para contas erradas.

Dessa forma, basta acessar esse site e preencher as informações. O dinheiro volta normalmente e você não vai sofrer nenhum tipo de punição. Pelo menos não se você não fez nada de errado e o dinheiro simplesmente caiu na sua conta.

De acordo com os dados do próprio Governo Federal, o montante dos pagamentos irregulares certamente já ultrapassou a marca dos R$1,5 bilhão. Com esse dinheiro, o Governo conseguiria fazer várias outras coisas. Por isso, a devolução é importante.

Ainda de acordo com o Governo cerca de 2,6 milhões de pessoas receberam esse dinheiro indevidamente nos últimos dois meses. Mas segundo o Ministério da Cidadania, apenas 215 mil pessoas procuraram o site para fazer as devoluções.

Devolução do Auxílio

Com essas 215 mil devoluções, o estado conseguiu recuperar cerca de R$254 milhões. Isso está portanto muito abaixo daquele montante de R$1,5 bilhão. Internamente o Governo sabe que vai ser difícil recuperar isso tudo. Mas está confiante que pode recuperar uma parte importante.

Ao mesmo tempo, a Polícia Federal (PF) segue investigando casos de fraudes contra o Auxílio Emergencial. Nesses casos, as pessoas terão que devolver o dinheiro de forma obrigatória. A PF já prendeu várias pessoas por diversas fraudes no benefício.

Leia Também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.