China aprova polêmica lei de Segurança Nacional para Hong Kong

Lei foi alvo de muitos protestos por parte da população de Hong Kong. Países como Estados Unidos repudiaram aprovação

0

A China aprovou nesta terça-feira (30) a polêmica lei de segurança nacional para Hong Kong. A lei, entre outras coisas, poderia facilitar a criminalização de protestos contra o governo chinês no arquipélago. Até por isso ela foi alvo de muitas manifestações contrárias.

Seja como for, o Parlamento da China decidiu: a lei foi aprovada. Analistas acreditam que a aprovação é, antes de tudo, simbólica. Isso porque os Estados Unidos já tinham avisado que tomariam medidas caso a lei fosse aprovada. A China prometeu revidar caso algum país interferisse no processo.

Vale lembrar que os detalhes desta lei ainda não foram divulgados. O que se sabe é que ela visa combater atos de “subversão, terrorismo, separatismo e conluio com forças estrangeiras”. Seja como for, os novos detalhes deverão ser divulgados durante todo o dia.

A decisão contraria a visão da grande maioria das potências do Ocidente. Países como Estados Unidos e Inglaterra alegam que a lei corrói o princípio de autonomia prometido quando Hong Kong passou a ser “área chinesa” ainda em 1997.

Lei polêmica

Ainda em 2019, Hong Kong registrou uma série de massivos protestos pedindo a “instituição da democracia” no local. De acordo com os manifestantes, a China estaria tentando instaurar uma ditadura no arquipélago.

Os protestos tiveram o apoio de vários países que são considerados potência no Ocidente, sendo os Estados Unidos o mais notável deles. Os protestos em Hong Kong foram diminuindo ao mesmo passo em que a pandemia do novo coronavírus foi crescendo.

Nas últimas semanas, mais protestos foram vistos. Desta vez, menores e menos violentos. Os Estados Unidos prometeram intervir caso algo acontecesse. A China alegou que “nenhum país poderia intervir em questões internas”. E prometeu revidar em caso de qualquer tipo de interferência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.