Chile vai decidir se vai derrubar “Constituição de Pinochet” neste domingo (25)

Constituição atual é da década de 1980. Ou seja, é uma constituinte produzida ainda no período da ditadura de Augusto Pinochet

1

O Chile vai decidir se vai ou não mudar a sua Constituição em um plebiscito neste domingo (25). O pleito é uma resposta do governo aos inúmeros protestos que inundaram o país desde o mês de outubro de 2019.

As manifestações começaram pelo aumento do valor do bilhete do metrô. Mas os protestos foram crescendo e a situação foi ficando cada vez mais fora do controle do governo. Os manifestantes começaram a criticar a desigualdade social do país.

Para isso, muitos desses manifestantes afirmaram que querem uma mudança na atual Constituição do país. Não são retalhos. Eles querem uma Constituição nova. A atual é ainda uma herança da ditadura de Augusto Pinochet ainda na década de 1980.

Essa Constituição já passou por várias mudanças desde a saída de Pinochet do poder. Uma das mudanças mais significativas foi a redução no tempo do mandato do presidente. Na época do ditador, um mandato tinha oito anos. Agora, esse mandato é de quatro. Ou seja, mais condizente com a prática das principais democracias do mundo.

Mudanças na Constituição

Seja como for, muitos pontos do atual documento ainda estão ligados ao ditador. A previdência no Chile, por exemplo, não é papel do estado e sim de empresas privadas. Isso gera problemas enormes para o país vizinho.

Outro ponto que recebe muitas críticas é que o funcionário público não pode realizar greves. Ou seja, se existir algum tipo de insatisfação da classe trabalhista, esses trabalhadores não podem paralisar as suas atividades. Isso portanto também deve mudar em caso de aprovação de uma mudança na Constituição.

Plebiscito

De acordo com as principais pesquisas de opinião, a alteração da Constituição deverá passar por uma aprovação sem maiores dificuldades. Há pesquisas que mostram que cerca de 70% dos chilenos irão votar portanto para tirar o documento de Pinochet do cenário político do país.

1 comentário
  1. […] O Chile decidiu derrubar a “Constituição de Pinochet” no plebiscito deste domingo (25). Neste momento, com a apuração batendo quase 100% das urnas, 78,8% dos eleitores decidiram pela derrubada da atual Constituição. […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.