Centrais sindicais organizam protesto contra a Ford na quinta (21)

Centrais sindicais querem que todos os sindicatos se unam em um grande evento contra a Ford. Manifestação acontece na quinta-feira (21)

3

Centrais sindicais de todo o país marcaram para a próxima quinta-feira (21) um protesto contra a Ford. A montadora anunciou na última semana que vai parar de produzir carros em solo brasileiro. Muitos trabalhadores perderam o emprego com a decisão.

De acordo com a União Geral dos Trabalhadores (UTG) o evento deve acontecer na frente de todas as fábricas da Ford no Brasil. São portanto as sedes de São Paulo, do Ceará e da Bahia. A ideia é que todos façam isso ao mesmo tempo no mesmo dia.

Se der certo, o protesto será o primeiro com organização dos três polos. Até aqui, o que se viu foram focos individuais de protestos episódicos. Agora, a ideia é juntar todo mundo e passar um sinal de força da classe trabalhista.

O problema é que juntar todo mundo pode não ser uma boa ideia no meio de uma pandemia. É justamente isso o que a Organização Mundial de Saúde (OMS) pede para que as pessoas não façam. É que a aglomeração pode acabar causando um maior contágio pelo novo coronavírus.

Seja como for, as centrais sindicais se mostraram dispostas a não voltar atrás nesse sentido. De acordo com essas centrais, o fechamento das três fábricas da Ford no Brasil vai acabar afetando cerca de 50 empregos diretos e indiretos no país.

Trabalhadores da Ford

Na manhã desta terça-feira (19), trabalhadores da Ford em São Paulo organizaram uma espécie de protesto silencioso. Eles penduraram camisas nas grades que circundam a fábrica de Taubaté. Nas roupas, eles escreveram os nomes dos seus dependentes.

O Governo Federal lamentou a decisão de saída da Ford e disse que está tentando colocar em prática um projeto que ampare esses trabalhadores neste momento da pandemia. Mas na prática, eles não anunciaram nada ainda.

Leia Também:

3 Comentários
  1. […] Centrais sindicais organizam protesto contra a Ford na quinta (21) […]

  2. […] protestos, os trabalhadores afirmam que já existe um acordo para garantir a estabilidade dessa classe trabalhista até dezembro deste ano. Mas é provável que a Ford não queira manter esse acordo neste […]

  3. […] de bares e restaurantes fizeram um protesto em São Paulo nesta sexta-feira (22). De acordo com eles, a ideia foi protestar contra os novos fechamentos de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.