CCXP Awards: Conheça a premiação e seus finalistas

0

Conhecida como a premiação brasileira dedicada a variadas vertentes da cultura pop nacional, nas categorias de Games & eSports, Filmes, Séries, Literatura, Quadrinhos e Criadores de conteúdo, a CCXP Awards ocorre no dia 15 de julho numa cerimônia exclusiva para convidados, na Sala São Paulo. 

O evento conta com Red Carpet, homenagens, shows, e poderá ser conferida no site oficial da CCXP Awards, nos canais oficiais de vídeo da CCXP (Twitch e Youtube) e do Omelete (Youtube), e nos canais de streamers parceiros. Contando com todas as apresentações, o evento pode durar cerca de 6 horas. 

Nesta quinta-feira (30), a premiação divulgou a lista de todos os indicados nas suas respectivas categorias. Confira! 

Séries

MELHOR ATOR

  • Christian Malheiros (Sintonia)
  • Fábio Assunção (Onde Está Meu Coração)
  • Flávio Tolezani (DOM)
  • Gabriel Leone (DOM)
  • Selton Mello (Sessão de Terapia)

MELHOR ATRIZ

  • Alessandra Negrini (Cidade Invisível)
  • Hermila Guedes (Segunda Chamada)
  • Letícia Colin (Onde Está Meu Coração)
  • Letícia Colin (Sessão de Terapia)
  • Liniker (Manhãs de Setembro)

MELHOR SÉRIE BRASILEIRA

  • Cidade Invisível (Netflix)
  • Manhãs de Setembro (Prime Video)
  • O Caso Evandro (Globoplay)
  • Sintonia (Netflix)
  • Sob Pressão (Globoplay)

MELHOR SÉRIE BRASILEIRA

  • Arcane (Netflix)
  • Round 6 (Netflix)
  • Succession (HBO)
  • Ted Lasso (Apple TV+)
  • WandaVision (Disney+)

Veja: 4 séries para maratonar no final de semana

Literatura

MELHOR FICÇÃO

  • A Extinção das Abelhas, de Natalia Borges Polesso
  • O Serviço de Entregas Monstruosas, de Jim Anotsu
  • O Último Ancestral, de Alê Santos

MELHOR NÃO-FICÇÃO

  • Elke: Mulher-Maravilha, de Chico Felitti
  • Ney Matogrosso: A Biografia, de Julio Maria
  • Racionais Mc’s: Sobrevivendo no inferno, de Arthur Dantas Rocha

Creators

MELHOR STREAMER MASCULINO

  • Alanzoka
  • Alexandre Gaules
  • Casimiro
  • Jota Plays
  • Liminha

MELHOR STREAMER FEMININA

  • Camila Vieira (Kalera)
  • Diana Zambrozuski
  • Gabi Cattuzzo
  • Nicolle Merhy (Cherrygumms)
  • Sher Machado

MELHOR PODCAST

  • Confins do Universo
  • Mano a Mano
  • Modus Operandi
  • NerdCast
  • Um Milkshake Chamado Wanda

MELHOR MESACAST

  • Ciência Sem Fim
  • Lança a Braba Podcast
  • Mais que 8 minutos
  • PODPAH
  • Venus Podcast

MELHOR CANAL CRIADOR DE CONTEÚDO

  • Carol Moreira
  • Diva Depressão
  • Jovem Nerd
  • mikann
  • phsantos

MELHOR CANAL CRIADOR REVELAÇÃO

  • Folclore BR: Uma Nova Visão
  • LUVA DE PEDREIRO
  • Professor Noslen
  • Raphael Vicente
  • thallitaxavier

Quadrinhos

MELHOR QUADRINHO

  • Arlindo, de Ilustralu (Luiza de Souza)
  • Brega Story, de Gidalti Jr.
  • Carniça e a Blindagem Mística – Parte Dois: A Tutela do Oculto, de Shiko
  • Confinada, de Leandro Assis e Triscila Oliveira
  • Escuta, Formosa Márcia, de Marcello Quintanilha

MELHOR QUADRINISTA

  • Gidalti Jr., por Brega Story
  • Ilustralu (Luiza de Souza), por Arlindo
  • Laerte, por Manual do Minotauro
  • Marcello Quintanilha, por Escuta, Formosa Márcia
  • Shiko, por Carniça e a Blindagem Mística – Parte Dois: A Tutela do Oculto

MELHOR TIRA E WEB TIRA

  • A Urna, de Amanda Miranda
  • Anésia & Dolores, de Will Torres
  • Como eu sobrevivi à COVID-19 e seus amigos!, de Guabira
  • Manual do Minotauro, de Laerte
  • Tê Rex: Zapzombie, de Marcel Ibaldo e Marcelli

MELHOR ÁLBUM

  • Arlindo, de Ilustralu (Luiza de Souza)
  • Brega Story, de Gidalti Jr.
  • Carniça e a Blindagem Mística – Parte Dois: A Tutela do Oculto, de Shiko
  • Escuta, Formosa Márcia, de Marcelo Quintanilha
  • Isolamento, de Helô D’Ângelo

MELHOR ARTE-FINALISTA

  • Alcimar Frazão, por Lovistori
  • Amanda Miranda, por A Urna
  • Gidalti Jr., por Brega Story
  • Leandro Assis, por Confinada
  • Orlandeli, por Chico Bento – Verdade

MELHOR COLORISTA

  • Fabi Marques, por Anne de Green Gables
  • Guilherme Petreca, por Shamisen: Canções do Mundo Flutuante
  • Ilustralu (Luiza de Souza), por Arlindo
  • Orlandeli, por Chico Bento – Verdade
  • Shiko, por Carniça e a Blindagem Mística – Parte Dois: A Tutela do Oculto

MELHOR DESENHISTA

  • Shiko, por Carniça e a Blindagem Mística – Parte Dois: A Tutela do Oculto
  • Orlandeli, por Chico Bento – Verdades
  • Guilherme Petreca, por Shamisen: Canções do Mundo Flutuante
  • Camilo Solano, por Cidade Pequenina
  • Gidalti Jr., por Brega Story

MELHOR ROTEIRISTA

  • Gabriel Nascimento, por A Menor Distância Entre Dois Pontos é Uma Fuga
  • Ilustralu (Luiza de Souza), por Arlindo
  • Kash Fyre, por Espetaculare Meneghetti
  • Leandro Assis e Triscila Oliveira, por Confinada
  • Marcelo Quintanilha por Escuta, Formosa Márcia

Games e Esports

MELHOR GAME NACIONAL

  • Aspire: Ina’s Tale
  • Dodgeball Academia (Pocket Trap / Humble Games)
  • UNSIGHTED (Studio Pixel Punk)

MELHOR PRO-PLAYER MASCULINO

  • Andrei “Art” Piovezan
  • Gabriel “Aegis” Lemos
  • Gabriel “FalleN” Toledo
  • Gustavo “Sacy”
  • Yago “Yago.exe” Vinícius

MELHOR PRO-PLAYER FEMININA

  • Bruna “Bizinha” Marvila
  • Elizabeth “Liz” de Sousa
  • Gabriela “GaB” Scheffer
  • Karina “kaah” Takahashi
  • Natália “Daiki” Vilela

MELHOR ORG

  • AfroGames
  • Fúria
  • Loud
  • paiN Gaming
  • RED Canids Kalunga

MELHOR GAME MOBILE

  • Free Fire
  • League of Legends: Wild Rift
  • Pokémon Unite

MELHOR GAME GLOBAL

  • It Takes Two
  • Marvel’s Guardians of the Galaxy
  • Metroid Dread
  • Psychonauts 2
  • Resident Evil Village

MELHOR GAME COMPETITIVO

  • Free Fire
  • R6 – Tom Clancy’s Rainbow Six Siege
  • Valorant

Filmes

MELHOR ATOR

  • César Mello (Doutor Gama)
  • Gabriel Leone (Eduardo e Mônica)
  • Irandhir Santos (Piedade)
  • Lázaro Ramos (O Silêncio da Chuva)
  • Seu Jorge (Marighella)

MELHOR ATRIZ

  • Alice Braga (Eduardo e Mônica)
  • Grace Orsato (Meu Nome é Bagda)
  • Jéssica Ellen (Cabeça de Nêgo)
  • Renata Carvalho (Vento Seco)
  • Taís Araújo (Medida Provisória)

MELHOR FILME NACIONAL

  • A Última Floresta, de Luiz Bolognesi
  • Medusa, de Anita Rocha da Silveira
  • Medida Provisória, de Lázaro Ramos
  • Eduardo e Mônica, de René Sampaio
  • Turma da Mônica – Lições, de Daniel Rezende

MELHOR FILME GLOBAL

  • A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas, de Michael Rianda
  • Ataque dos Cães, de Jane Campion
  • Druk – Mais Uma Rodada, de Thomas Vinterberg
  • Encanto, de Byron Howard e Jared Bush
  • Judas e o Messias Negro, de Shaka King

MELHOR DIREÇÃO

  • Anita Rocha da Silveira (Medusa)
  • Anna Muylaert e Lô Politi (Alvorada)
  • Daniel Rezende (Turma da Mônica – Lições)
  • Lázaro Ramos (Medida Provisória)
  • Luiz Bolognesi (A Última Floresta)

Veja também: Confira as principais estreias da Netflix no mês de Julho

 

Avalie o Artigo:
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.