Carnaval de Salvador só vai acontecer se vacina do coronavírus sair até novembro

Essa declaração foi dada na manhã desta segunda-feira (13) pelo prefeito ACM Neto, onde ele deixou claro que, devido a aglomeração de pessoas, ficaria impossível realizar o evento no próximo ano.

0

Diante da pandemia da Covid-19 no Brasil e no mundo, o prefeito de Salvador, ACM Neto, disse que se não houver uma vacina do coronavírus até o mês de novembro, o carnaval poderá ser adiado na capital baiana.

Essa declaração foi dada na manhã desta segunda-feira (13) durante coletiva de imprensa, onde o prefeito deixou claro que, devido a aglomeração de pessoas, ficaria impossível realizar o evento no próximo ano.

“Se não houver uma vacina ou se não houver uma clareza em relação à imunidade coletiva até o mês de novembro, então pode ser que a prefeitura não tenha elementos de segurança para manter o carnaval”

Para o prefeito, o carnaval só deverá acontecer se os governos conseguirem promover a festa estabelecendo a segurança da população.

“Carnaval só deverá ocorrer se puder acontecer em ambiente de total e completa segurança. Repito que, caso cheguemos em novembro, sem uma definição de segurança coletiva com relação ao coronavírus, penso eu, que seria uma boa alternativa nós discutirmos o adiamento do carnaval para o final do mês de maio ou começo do mês de junho, sem que ele conflite com o calendário junino”.

Cancelamento do Carnaval de Salvador não defendido pela prefeitura

Carnaval de Salvador só vai acontecer se vacina do coronavírus sair até novembro
Carnaval de Salvador só vai acontecer se vacina do coronavírus sair até novembro – Foto: Correio 24Horas

Apesar das declarações polémicas, o prefeito enfatizou que não defende o adiamento do carnaval, mas sim que a festa seja realizada com segurança à saúde das pessoas, para evitar ondas de contágio do coronavírus.

“Que fique claro, hora nenhuma eu disse que defendo o adiamento do carnaval, o que eu disse e repito é que não podemos realizar sem ter segurança pela saúde das pessoas. Não adianta alimentarmos especulação agora, porque essa decisão será tomada em novembro. Agora temos que ser objetivos: se não chegar um plano de imunização coletiva até lá, que é o mais provável que aconteça, não poderemos realizar carnaval. Quem sabe aconteça alguma coisa que surpreenda esse cenário? Vamos avaliar, com responsabilidade, já que o carnaval é um feriado importantíssimo para a Bahia, sobretudo do ponto de vista econômico”, 

Para tentar realizar o Carnaval de Salvador, um dos mais famosos do Brasil e que reúne pessoas de diversas cidade brasileiras e do mundo, a prefeitura da capital pretende dialogar com prefeitos de outras capitais, para que se estabeleça um calendário comum para a realização do carnaval.

Além da incerteza da realização do Carnaval de Salvador em 2021, o Festival Virada que acontece no réveillon também está incerto.

Sobre o Festival da Primavera, realizado sempre no mês de setembro, o prefeito disse que não deve ser feito, pois não é uma prioridade fazer festas em meio à pandemia.

Avalie o Artigo:

Sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.